DISTRIBUIDORA DE BEBIDAS

 
 

Apresentação

A Bohemia foi a primeira cerveja a ser fabricada no Brasil, em 1853. Sempre produzida em quantidades limitadas na fábrica de Petrópolis (RJ), com água pura e cristalina da montanha, mantém há 147 anos sua fórmula original de fabricação. Acostumado ao sabor das cervejas européias, o suíço Joseph Villiger inaugurou a Manufactura de Cerveja Brahma Villiger & Companhia em 1888, lançando comercialmente a Brahma chopp.

Em 13 de março de 1889, foi publicado no jornal "A Província de São Paulo" (hoje O Estado de São Paulo) o primeiro anúncio de uma cerveja brasileira: "Cerveja Antarctica encontra-se à venda na Rua Boa Vista, 50 A".

A marca Franziskaner-Bräu, popularmente conhecida como "Franciscana", foi registrada por Villiger. Também foi lançada a cerveja Caracu, pelo Major Carlos Roiz Pinto, na cidade de Rio Claro (SP), ambas em 1899.

Depois da Franziskaner-Bräu, a Brahma passou a produzir as marcas Ypiranga, Pilsener, München, Bock-Ale, Guarany e Brahma-Porter.

Em 1914 foi registrada a Malzbier da Brahma. Seguido do lançamento do Chopp da Brahma, em 1934, que foi engarrafado e passou a se chamar Brahma Chopp.

A Brahma Extra, com extrato forte e encorpado, foi lançada em 1943.

A Skol lançou a primeira cerveja em lata do Brasil, em folha de flandres em 1971. A próxima novidade nesse mercado veio 7 anos depois: a garrafa personalizada de vidro na cor âmbar pela introduzida pela Brahma Chopp. Esta mesma cervejaria, na década de 80 lançou a Brahma Beer, própria para exportação; cerveja light, com baixa fermentação e baixo teor alcoólico; e a cerveja Malt 90, mais clara, tipo Pilsen, de médio teor alcoólico, sabor suave e agradável. Ainda nessa década a Skol lançou a primeira cerveja em lata de alumínio.

A década de 90 foi marcada pela Skol Fest (lata de cinco litros); pelo lançamento da Skol Pilsen, em embalagem descartável de vidro de 350ml com tampa de rosca, chamada de long neck, e em lata de alumínio com 500ml; Skol Ice; six pack; Bock e Polar Pilsen; o lançamento da cerveja Bavária Premium e a primeira cerveja sem álcool do Brasil, a Kronenbier, pela Antarctica; Brahma lançou a cerveja Miller Genuine Draft.

Finalmente entramos no século XXI e a cerveja continua com seu lugar garantido na preferência brasileira.

No ano 2000 ocorreu uma importante alteração no mercado das cervejas. Surgiu a Companhia de Bebidas das Américas - AmBev a partir da fusão das maiores e mais tradicionais empresas do setor no país: as centenárias Companhia Antarctica Paulista e Companhia Cervejaria Brahma.

O objetivo imediato da histórica união foi consolidar uma organização capaz de ultrapassar as fronteiras do país e difundir as principais marcas brasileiras em todo o mundo.

A AmBev é a maior empresa de bebidas da América Latina e ocupa a sétima posição no ranking mundial. Essa posição de liderança é fundamental para que seus produtos sejam competitivos com os dos gigantes do setor, o que proporciona divisas para o país e o reconhecimento da excelência da produção nacional.

Mercado

No ano 2000 ocorreu uma importante alteração no mercado das cervejas. Surgiu a Companhia de Bebidas das Américas - AmBev a partir da fusão das maiores e mais tradicionais empresas do setor no país: as centenárias Companhia Antarctica Paulista e Companhia Cervejaria Brahma.

O objetivo imediato da histórica união foi consolidar uma organização capaz de ultrapassar as fronteiras do país e difundir as principais marcas brasileiras em todo o mundo. A AmBev é a maior empresa de bebidas da América Latina e ocupa a sétima posição no ranking mundial. Essa posição de liderança é fundamental para que seus produtos sejam competitivos com os dos gigantes do setor, o que proporciona divisas para o país e o reconhecimento da excelência da produção nacional.

Tornar-se um especialista no produto ou linha de produto é a mais comum das práticas comerciais. Você pode variar a oferta de bebidas na sua distribuidora e ser especialista em uma, por exemplo: a cerveja que geralmente é o carro chefe do negócio. O especialista de produto goza de prestígio pela qualidade e variedade, mas deve tomar cuidado, pois sua posição pode se fragilizar em função de oscilações no mercado, ou de mudanças nas orientações de seus consumidores, ou mesmo decorrente da evolução tecnológica. O empreendedor não pode se esquecer que os clientes não compram produtos, mas necessidades por eles satisfeitas. Dizendo de outra maneira, clientes não compram exatamente cerveja, mas sim o prazer em degustá-la. É o problema que Theodore Levitt denominava de "miopia de produto".

Uma boa sugestão na definição do rumo que seu empreendimento vai tomar é encontrar um nicho. É importante especializar-se e, claro, não descuidar das outras competências da gestão.

Conhecer as características dos seus futuros clientes, porque preferem comprar tais produtos, quando fazem suas compras e quais são suas tendências de consumo são avaliações essenciais para o sucesso do seu empreendimento.

Localização

A escolha do local e do espaço físico necessário para instalar seu negócio é uma decisão muito importante para o sucesso do empreendimento. O local deve oferecer infra-estrutura adequada e condições que propiciem o seu desenvolvimento. É fundamental avaliar a facilidade do acesso a partir do perfil de sua clientela, oferecer estacionamento e opções de entrega domiciliar para aqueles que preferem receber as mercadorias em casa ou em seus estabelecimentos (serviço muito comum nesse ramo).

As atividades econômicas da maioria das cidades são regulamentadas pelo Plano Diretor Urbano (PDU). É esta Lei que determina o tipo de atividade que pode funcionar em determinado endereço. A consulta de local junto à Prefeitura é o primeiro passo para avaliar a implantação da sua distribuidora.

Estrutura

A estrutura básica deve contar com uma área mínima de 600M², que será distribuída entre o escritório; galpão que será distribuído ente recepção, classificação das mercadorias, estoque, expedição; e banheiros e vestiários para os funcionários. No projeto deve ser considerado o fluxo de veículos de grande porte para carga e descarga.

Equipamentos

Os equipamentos implementados dependerão substancialmente da estrutura que vai ser montada, variando de acordo com o processo e mecanismo de trabalho adotado. Um projeto básico contará com:

- Prateleiras adaptadas para suportar peso;
- Empilhadeiras;
- Carrinhos manuais;
- Computador para controle de estoque (entrada e saída);
- Emissor de Notas Fiscais;
-Veículo de carga para fazer entregas.

Investimento

O investimento varia muito de acordo com o porte do empreendimento e do quantitativo de que dispõe o investidor. Considerando uma distribuidora de pequeno porte, voltada para um fluxo de 5.000l/mês, montada numa área de 600m2, será necessário um investimento de R$ 215 mil aproximadamente.

Obs.: O valor aqui apresentado não contempla a área física do empreendimento, e serve de base para o empresário decidir se vale a pena ou não aprofundar a análise do investimento.

Investindo em Automação

Uma tendência cada vez mais presente nas empresas que buscam o sucesso é automatizar as diversas atividades desenvolvidas. A automação melhora o dinamismo dos serviços oferecidos, reduzindo filas, tempo de espera, agilizando a emissão de notas fiscais, entre outros. Existem muitas opções que possibilitam essa facilidade: caixas eletrônicas isoladas ou integradas, impressoras para preenchimento automático de cheques, impressoras de notas fiscais nos caixas, código de barras nos produtos, banco de dados sobre cada produto ou serviço e cadastro de clientes.

Investigue de que forma a adoção de um equipamento dessa natureza pode ser capaz de incrementar seus lucros.

Pessoal

Na hora de selecionar as pessoas que irão trabalhar na sua empresa, você deve levar em consideração as habilidades específicas exigidas para cada tipo de atividade que desenvolverão. Na linha de produção, por exemplo, é fundamental que empregue mão-de-obra qualificada, que na maioria dos casos não se encontra pronta no mercado, tendo assim, que formá-la usando as diversas opções de treinamento. Já na área de vendas, saber ouvir, ter boa vontade, flexibilidade e ser persistente, são mais relevantes.
Mas existem características que são comuns a profissionais de todas as áreas: pessoas felizes com a vida, criativas, ágeis, prestativas e que tenham iniciativa. Essas características podem ser desenvolvidas através de treinamentos periódicos, lembrando que não só os funcionários e gerentes devem ser treinados, mas também, o dono do empreendimento deve sempre se atualizar para se manter competitivo no mercado.
Na distribuidora você vai precisar inicialmente de 6 empregados, sendo: 1 na área administrativa, 3 no galpão, e 2 na entrega.

Processos Produtivos

- Recepção da matéria-prima
- Depósito da matéria-prima
- Seleção e separação
- Acondicionamento
- Depósito de produtos separados
- Expedição
- Escritório

Você pode trabalhar com vários produtos, a escolher os que são mais atraentes para o seu público: cervejas, refriferantes, chás,bebidas mistas, conhaques, energéticos, espumantes, champagnes, prosecco, groselhas, ice, licores, miniaturas, refrigerantes, ron, sidras, sucos, vermouths, vinhos, vodkas, whiskies.

Começando

Uma vez colocado em funcionamento o novo negócio, inicia-se um novo desafio: a sua gestão competitiva, capaz de oferecer ao mercado os melhores produtos e serviços e assegurar o retorno do capital investido. Gerenciar o negócio significa colocar à prova o talento, o conhecimento e a experiência do empreendedor.

Administrar é o processo de organizar o que foi planejado, assegurando a liderança e o controle na execução do trabalho de todos que fazem parte direta ou indiretamente da empresa. É usar os recursos administrativos disponíveis com vistas a alcançar os objetivos estabelecidos. E é aqui que entra a importância da busca contínua de informações. Estas podem ser adquiridas através da leitura, vídeos técnicos e administrativos, em feiras, palestras, treinamentos, e outros eventos. O próprio SEBRAE oferece muitos cursos de aperfeiçoamento: Administração Básica para Pequenas Empresas, Técnicas para Negociações, Lucratividade - Crescer, Sobreviver ou Morrer, Análise e Planejamento Financeiro, Controles Financeiros, Desenvolvimento das Habilidades Gerenciais, Gestão de Pessoas, entre outros.

Clientes

Para ganhar projeção no mercado você deve lançar um olhar crítico sobre seu futuro negócio, analisá-lo do ponto de vista do consumidor e a partir daí definir a clientela que pretende conquistar. Você pode começar identificando segmentos específicos e levantar informações como renda, idade, classe social, nível de instrução, etc., para traçar o perfil dos futuros consumidores do produto que sua empresa venderá.

Você deve, ainda, definir se vai atuar no mercado consumidor direto ou no mercado indireto e manter sempre atualizado um cadastro de clientes.

Divulgação

O ditado popular diz que "a propaganda é a alma do negócio", mas a gente pode continuar dizendo que os "músculos" também são importantes. Assim, entendemos que dotar os clientes internos (funcionários, os "músculos" do negócio) de informações sobre os produtos oferecidos é a chave para vendê-los ao cliente externo.

Voltando à "alma do negócio", concluímos que para atingir o consumidor e garantir as vendas, você deve planejar o seu marketing. E como fazer isso? A primeira sugestão é fazer uma análise da sua realidade: identifique quais são os custos de seus serviços, adapte-os e busque a otimização de sua alocação. Mantenha seus consumidores motivados, partindo para uma revisão da sua estrutura de comercialização, avaliando paralelamente, se essa estrutura atinge seu mercado-alvo com sucesso. Lembre-se que o marketing deve ser contínuo e sistêmico.

Considere ainda, que num plano de marketing é importante o conhecimento de elementos como preço, produto (serviço), ponto (localização) e promoção. Avaliar as preferências e necessidades de seus clientes em relação às funções, finanças, facilidade, "feeling" (sensibilidade) e futuro.

As empresas devem ter consciência de que a qualidade nos serviços prestados é, ainda, a melhor forma de tornar-se conhecida e sólida num mercado competitivo. A propaganda boca a boca é fator de fortalecimento das marcas.

Diversificação

Para alcançar o sucesso neste mercado é importante oferecer diferenciais. Procurar novas formas de apresentar os produtos tornando-os mais atrativos que os do concorrente. Incrementar as vendas, usando os meios de comunicação disponíveis no mercado, optando pelo atendimento a estabelecimentos comerciais e implementar sistemas de vendas diversificados. Uma boa forma de diversificar seu leque de atuação é agregando valor ao produto principal.

Montar cestas ou Kits de bebidas acompanhadas de copos específicos e iguarias para o famoso "tira-gosto", e embrulhar para presente é uma ótima opção para incrementar as vendas.

Lembrete

Numa economia que tende à estabilização, saber definir o preço certo dos seus produtos é uma das ferramentas mais importantes da sua empresa. Harmonizar o desejo do consumidor e a expectativa de ganho do proprietário é o grande desafio. Enquanto o consumidor sempre deseja pagar menos e ter mercadorias de qualidade, o sonho do empresário é obter o melhor retorno, com o menor custo. Uma sugestão é buscar inspiração para essa "arte" em cursos que orientem o empreendedor a equacionar essa questão, como por exemplo, aqueles que ensinam a formação de preços.

Legislação

Para registrar sua empresa você precisa de um contador. Profissional legalmente habilitado para elaborar os atos constitutivos da empresa, auxilia-lo na escolha da forma jurídica mais adequada para o seu projeto e preencher os formulários exigidos pelos órgãos públicos de inscrição de pessoas jurídicas. Além disso, ele é conhecedor da legislação tributária à qual está subordinada a nossa produção e comercialização. Mas, na hora de escolher tal prestador de serviço, deve-se dar preferência a profissionais qualificados, que tenha boa reputação no mercado e melhor que seja indicado por alguém que já tenha estabelecido com ele uma relação de trabalho.

Passos para abertura de uma empresa comercial

Veja também

Os riscos da informalidade
Qualidades do Empresário de Sucesso

Plano de Negócio

Sugerimos sua participação no Negócio Certo Sebrae

O Negócio Certo é um programa de Auto-Atendimento oferecido pelo SEBRAE gratuitamente, por meio digital ou material impresso, especialmente destinado as pessoas que buscam orientações práticas sobre planejamento, abertura e gestão de novos negócios.

Além da internet o Programa Negócio Certo Sebrae, disponibilizará as informações em:

- estações de auto-atendimento nos Pontos de Atendimento ao Cliente do Sebrae em Santa Catarina;
- em CD Rom,
- em material impresso que podem ser solicitados através do 0800-6430401

Eventos

O empreendedor deve estar sempre em contato com as entidades e associações para obter informações sobre os eventos que ocorrerão dentro da sua área (tipo, data, local de realização). Os eventos como feiras, roda de negócios, congressos, etc., são muito importantes para o empresário ficar por dentro das tendências de mercado, conhecer novos produtos e tecnologias, realizar parcerias e fazer bons negócios.

Onde pesquisar: União Brasileira de Feiras e Eventos - UBRAFE:
http://www.ubrafe.com.br

Entidades

ASSOCIAÇÃO BRAISILEIRA DE RESTAURANTES E EMPRESAS DE ENTRETENIMENTO - ABRASEL/ABREDI
Rua Itápolis, 1468 - Pacaembú - São Paulo/SP - Brasil
Tel./fax: (0xx11) 3663-6391 / 3663-1872
www.abrasel.com.br

ABIR - Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e Bebidas não Alcoólicas
Praça Floriano 19 / 24º andar Cinelândia
Rio de Janeiro/RJ
Cep: 20031-050
Tel.: (21) 2262-3426

Links Interessantes

http://www.abir.org.br
http://www.ubrafe.com.br
http://www.sirva-se.com.br
http://www.ambev.com.br