VAI SOLICITAR EMPRÉSTIMO?

 
 

As pesquisas comprovam. Quem já tem ou pretende abrir um negócio precisa, em algum momento de recursos de terceiros. Quem saca da própria poupança, socorre-se de um amigo ou parente, ou procura uma agência bancária, precisa saber se esses recursos vão, de fato, sustentar uma solução ou cavar um problema crônico. Por isso, alguns lembretes sempre são fundamentais:

O que deve ser levado em conta antes de solicitar um empréstimo

1. Crédito viabiliza oportunidades, não as cria.

2. Empréstimo tomado é sempre uma dívida. Precisa ser pago e, se isso não acontecer no prazo certo, a dívida aumenta e torna-se um problema grave.

3. Na abertura de um negócio, deve ser sempre aplicada uma parcela substancial de recursos próprios.

4. Um empréstimo deve ser sempre aplicado na finalidade registrada para obtê-lo: giro, investimento ou giro associado a investimento (misto).

5. A renegociação de empréstimo deve levar sempre em conta melhores condições de pagamento que o contrato anterior.

6. A contabilidade pessoal deve ser separada da contabilidade da empresa. Isso dará uma noção clara da capacidade de pagamento de cada um.

7. Muitas vezes a necessidade de capital de giro decorre de má gestão e/ou do descasamento entre contas a pagar e a receber. Você pode gerar uma reserva financeira se administrar bem estoques e fluxo de caixa.

8. Atenção para as reciprocidades exigidas pelos bancos, quando for fazer um financiamento, como a compra de seguros, por exemplo, se aceitas, devem ser consideradas como custo.

9. Verifique as vantagens de tomar emprestado dinheiro do banco e só o faça quando estiver seguro de que a empresa, ou o negócio, terá condições de pagá-lo.

10. Verifique se o financiamento é condição imprescindível para o sucesso do seu negócio.

11. Não esqueça que obter um financiamento para cobrir outro, tem levado empresas a contraírem dívidas crescentes e difíceis de serem quitadas.

12. Não utilize o crédito como meio de cobrir prejuízos operacionais permanentes do seu negócio. O crédito deve ser utilizado para expansão e fortalecimento do negócio ou para capital de giro, quando necessário.

13. Lembre-se, nem sempre um financiamento é a melhor solução, principalmente se não for precedido de um bom estudo a respeito.

14. Antes de tomar crédito, o Sebrae/SC sugere que o empreendedor busque os motivos que o estão levando a tomar essa decisão.