SEBRAE/SC - Artigos para MPE's

 
  Data Inclusão: 23/09/2005
Autor: Diário do Comércio & Indústria
Fonte: DCI

Gestão integrada de projetos ganha destaque

Uma nova política vem sendo adotada por empresas de grande porte do País: a gestão integrada de projetos, que busca ouvir sugestões de todos os departamentos da empresa na hora de decidir pelo desenvolvimento de novos produtos, implantação de unidades corporativas e na mudança estratégica de negócios, a fim de conseguir menor custo e prazo, e mais qualidade nos trabalhos dos seus colaboradores.

A metodologia visa também dar aos seus profissionais aprendizado e experiência para que eles tenham capacidade para saber identificar acertos e falhas nas metas da empresa.
Segundo José Ulisses Chaves de Almeida, gerente industrial corporativo da Suzano Petroquímica , a companhia aplicou a metodologia na construção de sua nova planta, em Mauá. Os trabalhos envolveram vários departamentos da empresa, devido a sua elevada complexidade, pois se tratava de um investimento da ordem de US$ 200 milhões, que incluía a implantação da plataforma logística para assegurar o suprimento de matéria-prima da nova unidade.

Além do projeto mencionado pelo executivo, a petroquímica já executou outros planos que vão da simples modificação no processo de produção, visando o desenvolvimento de produtos para novas aplicações, a melhorias operacionais, ambientais e de segurança, que proporcionaram redução de custo.

Na organização, cerca de 30 profissionais foram treinados para aplicar a metodologia, para fazer a organização das equipes de projetos, atividades, prazo e qualidade. Almeida conta que todo o método utilizado é aplicado com base no conceito do Project Management Institute (PMI), organização internacional que congrega mais de 200 mil especialistas na área.
Na Comgás , o método vem sendo empregado constantemente na execução dos serviços de expansão das redes de distribuição de gás encanado. Em 2003, quando a empresa passou a ter uma área de superintendência de projetos, a gestão dos mesmos foi incluída nas pautas de discussão dos profissionais das diferentes áreas estratégicas.

Edson Moro, superintendente de segurança, saúde e meio ambiente da companhia, conta que, naquele ano, a organização iria dar andamento a 70 projetos de tubulação de gás na Baixada Santista, no Vale do Paraíba e na região metropolitana da Grande São Paulo.
Em parceria com uma consultoria de gestão de negócios, a empresa aplicou um treinamento técnico e comportamental aos líderes das áreas de operação, marketing, engenharia e suprimentos, entre outras. "O treinamento da equipe é fundamental porque cria uma harmonia entre as diferentes pessoas. Independentemente de seu serviço, o profissional tem de mostrar resultados e fazer o gás chegar à residência do consumidor", diz.

Ele explica que, quando o planejamento de um determinado projeto não é bem discutido entre as pessoas, a tendência é haver mal-entendidos entre os profissionais envolvidos. Daí por diante tudo falha: custo, prazo e qualidade. E, muitas vezes, não se chega ao resultado esperado.

Ainda falta muito

De acordo com estudo da consultoria americana Standish Group Projetos com empresas de Tecnologia da Informação (TI), em 2004, somente 29% dos projetos realizados nas organizações tiveram sucesso - eles foram entregues com o tempo e os custos previstos; 53% tiveram atraso, ficando fora do custo ou funcionalidades previstas; e 18% foram cancelados antes de sua finalização. "Por mais espantosos que sejam esses números, podemos ressaltar que já foram piores. A gestão de projetos tem contribuído de forma significativa para a melhoria gradual nos resultados dos empreendimentos", explica Rogério Oliveira, sócio diretor da Beta Associados Treinamento em Projetos .

Carreira

Segundo Luís César de Moura Menezes, diretor da Síntese Consultoria e Gestão de Negócios , a capacidade de gerir um projeto passa a ser, cada vez mais, uma oportunidade profissional concreta. Em diversas organizações a gestão integrada de projetos já consta como uma atribuição que pode ser desenvolvida gradativamente por executivos de finanças, engenharia, tecnologia e administração.

Em vários casos as empresas oferecem carreiras para os profissionais que têm interesse e se dedicam a essa área. "Em contrapartida, as organizações exigem especialização e qualificação cada vez maiores, tendo como referência principal uma certificação internacional", comenta ele, fazendo referência ao Project Management Professional (PMP), conferido pela PMI.

Uma das vantagens do uso da metodologia da gestão de projetos é o aprendizado que acontece nas empresas com a experiência de cada projeto realizado. Com isso, os gestores adquirem a capacidade de identificar os acertos e as falhas dos projetos anteriores. "Isso tem gerado um histórico que nos embasa para a tomada de decisões futuras e a antecipação das ações preventivas contra possíveis falhas no trabalho", enfatiza José Silvério Accetturi, superintendente de sistemas do banco Itaú .

No banco, a prática se aplica no desenvolvimento e lançamento de produtos e serviços bancários. Um dos projetos desenvolvidos pela empresa foi o de formalização da contratação de créditos imobiliários. Como ocorre em todos os programas, a integração dos profissionais de diferentes áreas da organização foi fundamental para o resultado do trabalho.
Accetturi diz que nas empresas de grande porte sempre houve projetos. Porém, a diferença está na aplicação da metodologia. Hoje, os gestores são mais preparados, fazem treinamentos para executar trabalhos multidisciplinares e recebem a certificação do PMI.


Destaques da Loja Virtual
PIZZARIA

Este perfil tem como finalidade apresentar informações básicas a respeito da abertura de uma Pizzaria. Serão abordados assuntos relacionados ao mercad...

De R$8,00
Por R$6,00
Desconto de R$2,00 (25%)