SEBRAE/SC - Artigos para MPE's

 
  Data Inclusão: 24/01/2006
Autor: Sebrae
Fonte: Sebrae

Apenas 15% das franquias fecham antes de cinco anos

Segundo dados do Sebrae, no Brasil, em um período de cinco anos, 80% dos negócios que são abertos de forma independente fecham. Em se tratando de franquias, esse número cai para 15%. Diante destes dados, o risco da franquia é bastante diminuído, pelo fato de o negócio já ser consolidado. Se o maior patrimônio de uma empresa é a marca, para quem tem vontade de ter o próprio negócio e dispõe de um bom capital, abrir uma franquia pode ser uma boa opção. Mas, antes de investir, é necessário fazer uma pesquisa em relação à aceitação da mesma. Desse modo, as chances de êxito são maiores.

De acordo com Paulo Soares, consultor do Sebrae em Goiás, uma franquia é um negócio como outro qualquer, que exige dedicação e perspicácia. Entretanto, algumas diferenças em relação a um negócio aberto de forma independente devem ser levadas em conta. "Primeiramente, do ponto de vista de acesso ao mercado, a franquia é muito melhor do que o negócio próprio, pois já tem uma marca que é conhecida. Já poupa um trabalho de marketing bastante pesado que é a divulgação, aumentando a sua vantagem competitiva no mercado", ressalta.

Outro fator importante para que o negócio dê certo, fica por conta da relação entre franqueador e franqueado. "Os dois devem trabalhar em harmonia. A administração da empresa exige, além de um rigoroso controle financeiro diário do franqueado, muita atenção com prazos, satisfação dos clientes, motivação da equipe, imagem da empresa e da marca, e demais procedimentos específicos de cada segmento de negócio. Não existe nenhuma fórmula mágica para o sucesso de uma franquia, e isso exige comportamento, atitude, desenvolvimento de habilidade e uso correto dos sistemas, especialmente planilhas financeiras, um importante ferramenta de trabalho", explica.

Entretanto, como todo empreendimento, o sistema de franchising apresenta aspectos nos quais são destacados pontos importantes na formatação de uma franquia. "O sucesso de qualquer empreendimento, depende exclusivamente do empreendedor. Muitos candidatos a franqueados começam pesquisando uma franquia pelo custo-beneficio, dizendo que vão investir tanto e que querem uma retirada de outro tanto. Não temos dúvidas que a remuneração do dono seja importante, mas o cálculo não começa por este item. É mais complexo do que se possa imaginar. Muito antes do valor do pró-labore, o empreendedor precisa saber aonde está o ponto de equilíbrio financeiro do negócio, em termos de faturamento e da quantidade de produtos a serem produzidos, ou mantendo o seu estoque", explica o consultor.

Royalties: o valor é mensal, fixo, e eqüivale a três vezes o piso salarial de atendente do município onde esteja instalada a franquia. Entretanto, após um ano no mínimo de operação da loja, o valor dos royalties pode ser substancialmente reduzido, desde que o franqueado conquiste a qualificação de Mestre Franqueado. Ela é obtida através de clientes avaliadores, do desempenho administrativo e do desempenho operacional da franquia. Outras responsabilidades e regalias também vêm a reboque, como, por exemplo, a possibilidade de licenciar a marca para novos franqueados.

Taxa de propaganda: a publicidade ou propaganda, com o objetivo de promover a unidade franqueada, é feita pelo franqueado em mídia local com valor mensal mínimo equivalente a um salário de atendente.

Antes de optar pelo sistema de franquia, é importante que o empreendedor compare as vantagens e desvantagens específicas entre um negócio independente e uma franquia. Veja mais informações no site do Sebrae: www.sebrae.com.br


Destaques da Loja Virtual
EMPRESA DE TELAS DE PROTEÇÃO

Este perfil tem como finalidade apresentar informações básicas a respeito da abertura de uma Empresa de Telas de Proteção. Serão abordados assuntos re...

De R$8,00
Por R$6,00
Desconto de R$2,00 (25%)