SEBRAE/SC - Artigos para MPE's

 
  Data Inclusão: 10/11/2006
Autor: Jornal do Commércio
Fonte: Jornal do Commércio

Conhecer o mercado consumidor é essencial antes de abrir a empresa

Sócio do Outback avalia que dinheiro não deve ser a única preocupação

Definir a área de atuação, estudar o mercado para identificar suas necessidades e destrinchar os hábitos de consumo do local onde irá abrir o negócio são os três primeiros passos para os empreendedores que desejam abrir um negócio. A dica é do empresário Salim Maroun, sócio e vice-presidente de Operações da rede de restaurantes Outback Steakhouse, que participou na última quinta-feira, no Rio, da primeira edição do ciclo de palestras "Encontros com quem faz", promovido pela Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ) e pela Fundação Getulio Vargas (FGV), por meio do programa FGV Management.

"O último fator que examinei para abrir o Outback foi o capital disponível. Primeiro analisei o ramo, o mercado, as tendências, hábitos de consumo e depois o capital. Depois disso, entrei em contato com o escritório do Outback em Atlanta e fechamos o negócio", revelou o empresário. Depois deste processo, para operar um bom empreendimento, destacou que o empreendedor deve valorizar a marca porque é imprescindível para o sucesso do negócio, assim como ter produtos e serviços únicos, que não podem ser copiados. Um dos destaques da palestra de Maroun foi a valorização e o reconhecimento da força de trabalho.

"Conheço todos os bancos em que posso pegar dinheiro, mas nenhum lugar em que possa achar pessoas. O patrimônio da companhia são as pessoas. O sucesso do Outback não é medido pelas filas de espera, mas pelas vendas e o lucro. Não quero sócios capitalistas, procuro pessoas prontas para entender que ser empreendedor é uma questão de aprendizagem", ressaltou.

Maroun ainda disse que o managing partner, ou o conceito de sócio proprietário, é o futuro dos médios negócios e o maior sucesso que já conheceu na sua vida de empresário haja vista a trajetória do Outback e a experiência como franqueado do Mc Donald´s. Para ser um possível sócio da rede são necessários R$ 60 mil, além de oito meses de treinamento. Entretanto, isso não garante o fechamento do contrato de cinco anos.

Segundo Maroun, ao longo dos meses, ele, pessoalmente vai observar se o candidato realmente tem a vocação para o ramo e principalmente se gosta de lidar com pessoas. "Hospitalidade é a regra no Outback. Capital não é o fator fundamental. Treinei em Salvador um possível sócio para a rede e identifiquei nele um ótimo profissional para a área financeira de um banco. Não é isso que procuramos em um sócio", concluiu.

Executivo atuou como franqueado do McDonald´s

Libanês naturalizado brasileiro, Salim Maroun revelou que chegou ao Brasil em 1988 e abriu uma franquia do McDonald´s. Ao assumir a filial da Rua São José, no Centro do Rio de Janeiro, triplicou a produção. O empresário contou que conseguiu, por exemplo, fazer com que o número de clientes passasse de 800 para 8 mil, em uma rua cujo movimento é de 150 mil pessoas diariamente.

Depois de "fazer escola" na rede americana de fast food, foi convidado a fechar os negócios no País e representar a mesma marca no Oriente Médio. Após encerrar contrato no Brasil e acertar as pendências legais e financeiras, começou a estudar o mercado oriental. Contudo, após a análise, constatou que com as guerras na região não seria um bom negócio a abertura do empreendimento no local.

Neste momento, o americano Peter Rodenbeck, que trouxe o McDonald's para o Brasil em 1979 e havia escolhido Maroun como franqueado da rede de fast food, resolveu sair do negócio. Com sua saída e a impossibilidade de abrir unidades no Oriente Médio, Maroun vendeu sua parte na rede e os dois tornaram-se sócios, ao lado de Maria Luísa Rodenbeck e do empresário Giancarlo Zanolini, do Outback Steakhouse no Brasil.

O Outback Steakhouse é uma rede de restaurantes informais, construídos e decorados em estilo rústico, simulando uma casa interiorana da Austrália na década de 50.

São mais de 800 restaurantes nos Estados Unidos, onde a empresa foi inaugurada em 1988, e cerca de 120 unidades em outros 22 países, sendo 14 no Brasil. Atualmente, são atendidos cerca de 350 mil clientes por mês no País. A rede tem 1,4 mil funcionários distribuídos por seis cidades brasileiras.


Destaques da Loja Virtual
LOJA DE SUPRIMENTOS DE INFORMÁTICA

Este perfil tem como principal finalidade a apresentação de informações básicas a respeito a abertura de uma Loja de Suprimentos de Informática. Aqui ...

De R$8,00
Por R$6,00
Desconto de R$2,00 (25%)