SEBRAE/SC - Artigos para MPE's

 
  Data Inclusão: 20/12/2006
Autor: Francisco Higa
Fonte: Revista Venda Mais

Definir estratégias é fundamental

Quando um cozinheiro resolve abrir um restaurante, a última coisa que fará em sua nova empreitada é cozinhar. No novo restaurante, terá de administrar a mão-de-obra, as matérias-primas, os recursos financeiros e administrativos, o atendimento e a satisfação do cliente, os fornecedores, entre outras funções que garantirão a sobrevivência do negócio. A sobrevivência de uma nova empresa no mercado depende de uma gestão estratégica modular, ou seja, por partes, e acima de tudo, planejada.

Ao novo empresário cabe estabelecer quais são suas competências e planejar as estratégias competitivas do empreendimento. Também é preciso gerir e estruturar a empresa e gerir as equipes de acordo com os processos internos. É necessário um acompanhamento contínuo de todos os passos a fim de verificar os resultados. Um negócio pautado no planejamento, na disciplina e no acompanhamento tem mais chances de resultar em sucesso do que outro que seguiu o sabor da sorte.

Na maioria das vezes, os processos (o jeito de fazer) são os grandes "vilões" enfrentados pelos gestores em seu caminho. Muitas vezes, os processos impedem que a organização alcance a excelência na área operacional. A melhoria dessas atividades só pode ser avaliada por meio de um desenho do negócio, com análise criteriosa de custos e investimentos, levando em conta as alternativas de terceirização daquilo que não é core business e, conseqüentemente, com um plano estratégico bem-estruturado.

Para que as estatísticas de fechamento de novas empresas diminuam em relação ao "marinheiro de primeira viagem", é necessário que sejam definidas desde cedo as estratégias para a condução do negócio e criadas condições para a empresa posicionar-se no mercado. Além do planejamento inicial de toda e qualquer atividade, recomendo ainda que tenha um plano B na gaveta. Nesse sentido, seja qual for o seu empreendimento, além do posicionamento, estratégia de crescimento, tenha sempre em mãos um plano B para o seu projeto não naufragar.

Alerto ainda sobre mais um ponto-chave para o sucesso dos projetos: as pessoas e o tipo de relação que elas têm com a atividade realizada. A atratividade é uma poderosa ferramenta de gestão. Saber atrair as pessoas certas para os lugares certos, manter a equipe motivada e estimulada geram enormes resultados. Porém, são necessárias análises desses mecanismos e das competências de cada colaborador.

Mais do que empreendedorismo ou criatividade, acredito que para uma empresa ter excelência em sua atuação, é necessário um mix de qualificações. Recomendo planejamentos - de curto, médio e longo prazos -, saber onde quer chegar, estabelecer metas e ter muita disciplina para alcançar os resultados planejados, desenvolver a atratividade para motivação da equipe, resiliência, dedicação e muita atenção a todas as fases. Essas preocupações evitam resultados ruins ou projetos fracassados.


Destaques da Loja Virtual
O EMPREENDEDOR DE VISÃO

Este livro tem uma característica fundamental que foi considerada desde o início de sua elaboração, que é a complementaridade dos temas com a necessid...

R$49,00