SEBRAE/SC - Artigos para MPE's

 
  Data Inclusão: 09/01/2007
Autor: Jornal do Commércio
Fonte: Jornal do Commércio

Cooperativismo desbotado

É necessário dizer que, se observado cada um dos ramos do sistema separadamente, um ou outro se exclui do contexto, obtém êxito e está em franca expansão

As cores do cooperativismo andam meio apagadas em nosso cenário nacional. A bandeira multicor está desbotada, com tons que estão quase por desaparecer. De quem seria a responsabilidade por esse desolado quadro? A resposta é complexa e entre tantas outras constatações percebe-se que está imperando uma apatia no desenvolvimento do setor.

A ausência de um conjunto de esforços que deveriam ter sido coordenados de forma cooperada, para que o segmento pudesse desfrutar de um presente semeado no passado notório em realizações, tirou pouco a pouco a cor do sistema. Pior. O futuro também está, de certa forma, comprometido, derivado dessa inércia ou inaptidão para o empreendedorismo - que deveria ser a tônica máxima do movimento.

A análise é alcançada vendo-se o setor como um todo. É necessário dizer que, se observado cada um dos ramos do sistema separadamente, um ou outro se exclui do contexto, obtém êxito e está em franca expansão. Como exemplo, tem-se os ramos do agribusiness, consumo, saúde e de crédito. Tiveram seus obstáculos, mas também empenho e força cooperada para vencê-los e crescer. No degrau abaixo ficam os ramos do transporte, educacional, entre outros. Na berlinda, segue, principalmente, o do trabalho.

Fortaleceram-se aqueles que se planejaram e se comprometeram com um bem comum. Ficaram para trás aqueles que deixaram que outros os representassem, sem conteúdo, sem conhecimento de causa. Delegaram a terceiros a tarefa que deveria ser empreendida por quem dela obteria os melhores resultados.

As cores do sistema, assim, perderam o brilho. O ano terminou e diante dos olhos de muitos cooperativistas fica a frustração de ver um movimento sem a harmonia desejada. Falta solidificá-lo como um setor imperativo para o desenvolvimento da sociedade brasileira e firmá-lo como uma concreta e eficiente máquina econômica.

O desejo é de um ano com maior organização e aprendizado no segmento, capazes de nos fazer sentir orgulhosos do cooperativismo nacional. O caminho é longo, mas já o iniciamos. O modelo no país está desenhado de forma ideal para nosso conhecimento. O que falta é aprender a cooperar com ele e para ele.


Destaques da Loja Virtual
SALÃO DE BELEZA

Este perfil tem como principal finalidade a apresentação de informações básicas a respeito a abertura de um Salão de Beleza. Aqui serão abordados assu...

De R$8,00
Por R$6,00
Desconto de R$2,00 (25%)