SEBRAE/SC - Artigos para MPE's

 
  Data Inclusão: 15/03/2007
Autor: Diário do Comércio & Indústria
Fonte: DCI

Você precisa entender que é empreendedor

Costumo ouvir, de várias pessoas que sonham em ter seu próprio negócio, que esse seria o único caminho para ter aquela vida tão sonhada de trabalho, com tempo para família, lazer, esporte e passeios. Aquela cena de filme do empresário bem-sucedido à beira da praia, bebendo com os amigos e contabilizando seus lucros. Com certeza, essa é uma cena que está longe da maior parte dos empreendedores e o mito do tempo livre é apenas mais uma lenda do mundo corporativo.

Trabalho com muitos empreendedores em treinamentos e palestras, e, na verdade, o que acaba acontecendo é a reclamação generalizada de falta de tempo, de jornadas de trabalho superiores a 12 horas diárias (incluindo finais de semana), de poucos resultados, de estresse.

Nesse tornado de sentimentos, ainda temos a ansiedade, que é gerada pelos tão esperados resultados, a cobrança da família pelo afastamento e pressões de funcionários, parceiros, sócios para os negócios se acelerarem.

Uma causa comum a esses problemas é um processo invisível e silencioso que acontece no começo de muitos negócios. Chamo esse fenômeno de ¿Síndrome da Fusão¿, em que a vida pessoal se une com a vida empresarial. Empresa e vida pessoal se transformam em uma única coisa e, nesse momento, começam a aparecer muitos problemas.

Um sintoma clássico dessa síndrome é quando o pró-labore se mistura ao caixa da empresa. Outro sintoma é marcar reuniões com freqüência aos sábados, domingos ou após o expediente. O caso se torna grave quando o empreendedor acha que essas ações estão certas! Esse é o momento em que o empreendedor descobre que ele, na verdade, é o pior tipo de patrão: o patrão de si próprio. O estresse toma conta, a ansiedade aumenta, os papéis se misturam, os problemas crescem e a empresa começa a quebrar. Muitas vezes o próprio empreendedor não consegue enxergar esse cenário, e só toma consciência da situação quando já é tarde demais. É fundamental que os papéis estejam separados e que apareçam dois papéis essenciais para o negócio: o técnico e o empreendedor.

No Brasil, o empreendedorismo por necessidade é muito freqüente: a pessoa é demitida do seu trabalho e pela falta de oportunidades no mercado, acaba utilizando seu conhecimento técnico acumulado para abrir seu negócio, geralmente no segmento em que tem mais experiência. O empreendedor por oportunidade, aquele que abre sua empresa em função de uma excelente oportunidade de negócio que surgiu, também absorve esses papéis.

O papel de técnico é do executor, que tem o conhecimento técnico acumulado para criar e desenvolver os produtos e serviços da empresa, seu pensamento é o `agora' e a visão é enfocada no seu ambiente de operação.

O papel do empreendedor é aquele que busca oportunidades, planeja o negócio a longo prazo, investe no desenvolvimento de estratégias, tem visão e sonhos para a empresa.

O problema para a maioria dos empreendedores é que o papel de técnico acaba tomando o controle da vida e da empresa. Esse é um grande perigo. Essa atitude acaba tomando um tempo precioso do empreendedor que se vê absorvido pelo dia-a-dia operacional do negócio e não consegue ter tempo para que o papel de empreendedor apareça.

A parte mais difícil nessa história é fazer o empreendedor entender esse conceito. Tenho uma empresa de tecnologia há 11 anos, e por amor e formação fui técnico por mais de uma década. Quando me dei conta de que precisava parar de trabalhar no negócio para começar a empreendê-lo de verdade, as coisas começaram a mudar, a empresa cresceu e comecei a ter mais tempo livre.

A solução está no equilíbrio desses papéis. Hoje fico feliz quando olho no meu software de planejamento e vejo que meu gráfico de papéis da semana traz o papel de empreendedor bem maior que o papel de técnico. Minha sugestão é que você tire um meio período por semana para se dedicar ao planejamento do seu negócio.


Destaques da Loja Virtual
DESENVOLVIMENTO INTERPESSOAL - TREINAMENTO EM GRUPO

A obra apresenta modificações que ampliam sua flexibilidade operacional como obra "multiuso" em contextos variados, o que possibilita sua aplicação ar...

R$29,00