SEBRAE/SC - Artigos para MPE's

 
  Data Inclusão: 01/07/2001
Autor: Markus Halbig
Fonte: Markus Halbig

Planejamento Estratégico

O Planejamento estratégico é uma ferramenta de gestão, que possibilita desencadear mecanismos de participação em diversos níveis de decisão e direcionar a aplicação dos recursos disponíveis visando atingir determinados objetivos a curto, médio e longo prazos, permitindo estabelecer uma rota comum com o conhecimento das dificuldades e facilidades do ambiente, ou seja, uma maneira de ajudar determinada organização/empresa a executar melhor sua missão.

Elaborando o Planejamento

O processo a seguir para elaborar o planejamento estratégico para seu negócio é definir questões como:

- Quem somos?
- Onde queremos chegar?
- Avaliamos os fatores externos?
- Como atingiremos nosso objetivo?

A partir daí, devem-se construir cenários (projeções) não objetivando predizer o futuro, mas sim descrever possíveis acontecimentos plausíveis no futuro. Para isso devem-se levar em conta fatores como histórico e resultados para ter condições de interagir.

Definindo a Missão

Definir a missão significa "estabelecer a razão de existência da organização, qual o seu negócio (o que faz) e de que forma atua neste negócio (como faz)". A missão deve ser simples, curta e extremamente objetiva, além disso, deve ser consenso entre os dirigentes da organização e ser um compromisso de todos.
A formulação básica da missão deve conter:
VERBO AÇÃO + COMPLEMENTO + BUSCA DE UM DIFERENCIAL

Ao definir a missão da organização, o empreendedor estará conseqüentemente definindo o foco da empresa do mercado. Podendo assim definir melhor em que segmento irá atuar, quais são seus concorrentes, que empresas serão seus futuros fornecedores, etc.

Identificando fatores fundamentais para obter sucesso

Consiste no levantamento e estudo dos principais fatores que poderão influenciar no desempenho da empresa no mercado alvo e no conseqüente sucesso ou fracasso no planejamento estratégico da organização/empresa.

Estudando o Mercado

Nesta etapa deve-se avaliar a posição/participação da empresa no mercado. É fundamental analisar fatores internos e externos utilizando dados fidedignos e consistentes.

No levantamento de dados internos da organização/empresa (no caso de empresa já constituída) deve-se levar em conta a trajetória da empresa, seu modelo de gestão, sua estrutura e ambiente organizacional, seus resultados nas áreas comercial e financeira provenientes de suas estratégias e operacionalização, da sua qualificação técnica e evolução, e dos seus processos produtivos.

Ao se coletar e analisar esses dados, serão obtidas conclusões dos pontos fortes e fracos da organização/empresa e deverão ser tomadas medidas cabíveis para minimizar os pontos fracos e maximizar e explorar os pontos fortes.

Ao se levantar e analisar os dados externos, devem ser levados em consideração dados e fatores de fornecedores, concorrentes, clientes diretos e indiretos e aspectos políticos, sociais, econômicos, entre outros que venham a causar algum efeito sobre estes e logicamente também sobre a organização/empresa. Ex.: A alta do Dólar pode causar reajuste em produtos importados, que lhe será cobrado de seu fornecedor e será repassado a seu cliente.

Definindo Metas e Objetivos

As metas e objetivos devem ser definidos de maneira agressiva e desafiadora, porém devem-se levar em conta as limitações da organização/empresa. Esses deverão ser qualitativos (Ex.: Produzir determinado item com design mais funcional e moderno) e quantitativos (Ex.: Vender x unidades) e precisarão obedecer prazos previstos no planejamento.

Estabelecendo Estratégias

Neste ponto do planejamento serão utilizadas informações de todas as etapas anteriores, visando estabelecer estratégias focadas nas necessidades da organização/empresa em questão. Um fator crucial é agregar valor ao cliente oferecendo um diferencial no segmento em que atua a organização/empresa.

Planejando a Ação

Tendo-se estabelecido estratégias, faz-se necessário definir claramente quem será o responsável pela execução de determinada ação, como e quando será implementada, qual será o cronograma a ser seguido e qual será o custo da mesma.

Controlando as Ações

A execução das ações estabelecidas deve ser analisada constantemente, visando mensurar desempenho X investimento e verificar se o cronograma está sendo cumprido.
Só assim será possível identificar as dificuldades e prováveis falhas, possibilitando mudança de estratégia caso se faça necessária.

Conclusão

O Planejamento Estratégico será útil, eficiente e de sucesso em organizações/empresas ágeis, bem informadas, flexíveis e abertas a mudanças que agreguem valor, pois as mesmas irão se beneficiar de oportunidades que venham a surgir e estarão constantemente se prevenindo de problemas e ameaças futuras.


Destaques da Loja Virtual
CENTRO DE ATENDIMENTO PARA 3ª IDADE

Este perfil tem como finalidade apresentar informações básicas a respeito da abertura de um Centro de Atendimento para 3ª Idade. Serão abordados assun...

De R$8,00
Por R$6,00
Desconto de R$2,00 (25%)