SEBRAE/SC - Artigos para MPE's

 
  Data Inclusão: 15/04/2002
Autor: Jornal do Commércio
Fonte: Jornal do Comércio

Concorrência e alto custo

Produzir escovas e pentes requer investimento inicial de R$ 700 mil

Fabricar pentes e escovas requer capital inicial de aproximadamente R$ 700 mil, o que faz o investimento ser considerado de altíssimo risco por consultores e empresários. Principalmente porque o setor ainda precisa lidar com a forte concorrência chinesa e coreana.

A principal responsável por valor tão alto é a máquina tufadeira, fabricada apenas na Alemanha, Itália ou Estados Unidos e necessária para colocar as cerdas de nylon na base da escova. De acordo com o diretor comercial da Brasden Indústria e Comércio de Escovas, João Scansani, a máquina custa em torno de R$ 300 mil. "O empresário pode até terceirizar outros serviços, mas ter a tufadeira é o segredo do negócio", afirma.

Uma das etapas que podem ser terceirizadas é a injeção de plástico para produzir a base da escova ou pente. Scansani indica a terceirização, pois tal máquina pode custar entre R$ 60 mil e R$ 100 mil e ainda são necessários, pelo menos, dez moldes diferentes para oferecer um bom mix de produtos.

- Sugiro começar com, no mínimo, de 10 a 30 modelos - diz Scansani, que, com 19 anos de mercado, oferece 110 itens diferentes. Manoel Miguez, diretor presidente da Escovas Fidalga, concorda. "As empresas compradoras não cadastram fornecedor de apenas um produto, pois já possuem vários". Cada molde para a máquina injetora fica em torno de R$ 30 mil,
contribuindo, junto à tufadeira, para o encarecimento do investimento.

- O mais caro não é o maquinário nem a matéria-prima, mas se manter no mercado - afirma Luiz Antônio Galhardi, diretor-fundador da Orgânica, fabricante de escovas e pentes de madeira reciclada.

Chineses e coreanos

Empresas do setor alertam, ainda, para a fortíssima concorrência chinesa e coreana. "Enquanto o Governo chinês ameniza os impostos para a indústria nacional, o Governo brasileiro cria cada vez mais taxas e abre as portas para produtos estrangeiros", reclama Miguez.

- A maior concorrência é de produtos importados. Os chineses inovam o tempo todo e oferecem grande volume - afirma a coordenadora de produtos da Condor, Claudinéia Basilio. "Nosso custo com material e mão-de-obra é quatro vezes mais alto que o deles", calcula Galhardi, da Orgânica.

O que agrava ainda mais a competição com os produtos orientais é a demora na confecção do molde, que leva cerca de seis meses para ficar pronto. "Em apenas um mês é possível trazer um contêiner repleto de produtos coreanos", compara Scansani.

A boa notícia é que, possuindo a tufadeira, é possível fabricar diversos tipos de escovas, ampliando as possibilidades de receita.

"As máquinas devem ser aproveitadas ao máximo. Máquina desligada é desperdício", sintetiza Anirço Nunes, sócio da pequena empresa Escova Senun, fornecedora para o mercado carioca. Fornecendo atualmente para 42% do mercado, a Condor divide-se em linhas de higiene, beleza e limpeza, além de fabricar também pincéis artísticos e para barba, escovas dentais, para unha, banho, roupas e sapatos, vassouras, rodos, pás, escovões e escovas sanitárias.

Vice-líder do setor, a Fidalga também fabrica escovas de banho e de unhas, pincéis para barbear, escovas para roupas e calçados e até pincel para uso culinário. A empresa ainda fornece acessórios para cabeleireiros, como pincéis de tintura, recipientes para manicure e espanadeira, além de escovas infantis para cabelos e para higienização de mamadeiras.

Os pequenos devem evitar a concorrência direta com os líderes de mercado, buscando novos nichos, como salões de beleza e pequenos varejistas. Outra dica é apostar na terceirização, produzindo para empresas que lançarão o produto com marca própria.

É o que faz a Brasden, que produz peças vendidas exclusivamente pela Lojas Americanas. "O mercado de beleza é promissor", anima-se Scansani.

Especializado em implementação e expansão de negócios, o consultor Joenir Fonseca considera o investimento na fabricação de pentes e escovas muito arriscado, principalmente em função do montante do investimento e da concorrência com os artigos orientais. "Pode ser extremamente perigoso. Para entrar nesse mercado, seria necessário um estudo detalhado do mercado", adverte.
Serviço:

Brasden, 3976-2813
Condor, 0xx-47-631-2000
Fidalga, 0xx-11-3959-5500
Joenir Fonseca Consultoria Empresarial, 2625-1580
Orgânica, 0xx-11-4125-6390
Senun, 2581-6939

Raio X

Discriminação Quantidade R$

>> Investimento inicial

Investimento fixo

Tufadeira 1 300 mil
Injetora 1 60 mil
Corte 1 8 mil
Lixadeira 1 8 mil
Moldes 10 300 mil
Tupia 1 2 mil
Plaina 1 432
Soma 1 - 678.432
Capital de giro
Estoque inicial - 30 mil
Soma 2 - 30 mil
Total (1+2) - 708.432

>> Despesas mensais

Custos fixos

Aluguel, contas, encargos, - 25 mil
pagamento de funcionários
Soma 1 - 25 mil
Custos variáveis
Renovação de estoque (cerdas de - 15 mil
nylon, plástico, madeira...)
Soma 2 - 15 mil
Total (1+2) - 40 mil

>> Receita mensal

Faturamento - 150 mil
Total - 150 mil
Risco do investimento: alto, na opinião do consultor Joenir Fonseca
Fonte: empresas do setor
JC-12/04/


Destaques da Loja Virtual
EMPRESAS FEITAS PARA SERVIR

Empresas feitas para servir defende a necessidade de uma mudança profunda na filosofia e na prática dos negócios. Você irá entender que o que permite ...

R$23,00