SEBRAE/SC - Artigos para MPE's

 
  Data Inclusão: 14/10/2002
Autor: Diário do Comércio & Indústria
Fonte: DCI

Centro de distribuição auxilia a gerir estoques e a reduzir custos

A maioria das empresas varejistas —87,5% delas— utiliza centros de distribuição, que atendem em média 90% das suas operações. Esta é a principal conclusão de um estudo do Programa de Administração de Varejo da USP (Provar) realizada junto a 5 mil empresas. “As vantagens dos centros de distribuição são a centralização, a padronização, a melhor gestão de estoques e a redução de custos.” A informação é de João Paulo Lara de Siqueira, coordenador de pesquisas do Provar

Segundo Lara de Siqueira, o principal objetivo da pesquisa era a indicação das principais “ferramentas”, que o empresário deve utilizar para a gestão do seu negócio. Ele afirma que esta definição é necessária porque a área de operações do varejo é multidisciplinar, “envolvendo aspectos tecnológicos, humanos e logísticos”.

E lembra que, por esta razão, as alternativas para a realização das diversas tarefas que se apresentam são inúmeras e o conhecimento das melhores práticas um valioso auxílio, “principalmente nas decisões pressionadas por prazos curtos.”

“O uso de códigos de barras encontra-se bastante disseminado, sendo empregado por aproximadamente 70% das empresas da amostra”, diz. Entre as vantagens apontadas para o uso estão a padronização, a redução dos custos, o aumento da produtividade, a melhor gestão das atividades e os ganhos em agilidade e integração.

O coordenador observa que a terceirização das atividades logísticas também está bastante difundida, já que aproximadamente 77% das empresas da amostra terceirizam, ainda que parcialmente, os seus transportes. “Os empresários acreditam que, assim, reduzem os custos fixos.”

Siqueira observa que a integração entre os parceiros está mais presente na área de planejamento (desenvolvimento e introdução de novos produtos, definição do mix, planejamento de promoções) do que na área logística — com exceção da reposição de mercadorias, que, quando feita de forma contínua, embora envolvendo poucos fornecedores, responde por 54% do faturamento.

Diz que as vantagens da integração das atividades, na opinião dos executivos entrevistados, seriam a redução de custos, erros e etapas —e os ganhos em produtividade, agilidade e eficiência.

Lara de Siqueira destaca que o percentual de empresas que possuem centros de distribuição chega a 87,5%2 e o número médio de terceirização no setor é de 90%.

“A área total de armazenagem média dos centros de distribuição é de 23 mil metros e o percentual médio do volume da operação que passa pelos centros de distribuição das empresas é 90,2%.” O percentual de empresas que não usa centros de distribuição mas ainda pretende utilizá-los no médio prazo é de 33,5%, afirma.


Destaques da Loja Virtual
EMPRESA DE DOCES E SALGADOS

Este perfil tem como finalidade apresentar informações básicas a respeito da abertura de uma Empresa de Doces e Salgados. Serão abordados assuntos rel...

De R$8,00
Por R$6,00
Desconto de R$2,00 (25%)