SEBRAE/SC - Artigos para MPE's

 
  Data Inclusão: 22/10/2002
Autor: Egnaldo César de Oliveira Paulino*
Fonte: DIÁRIO DO COMÉRCIO

Instalar sistema de tecnologia da informação pede cuidado

Hoje nós sabemos que, para uma empresa ser competitiva no mercado em que atua, qualquer que seja o seu tamanho, não é mais diferencial competitivo ter preço e qualidade. Ambos são inerentes a qualquer tipo de negócio. O que o empresário precisa fazer é se antecipar às novas necessidades dos seus clientes. Porém, para que isso aconteça, o empreendedor tem que apoiara sua empresa num bom sistema de informação. É necessário ter um novo enfoque.

O novo enfoque dos sistemas de informações, apresentam dois problemas: tempos e custos elevados de desenvolvimento e não obtenção de resultados benéficos, esperados para o negócio.

Olhando somente para o mercado do Estado de São Paulo, que é formado por 1.500.000 de empresas de pequeno porte, verifica-se a dificuldade de se ter sistemas de informação adequado para os negócios das pequenas empresas. Alguns dos principais obstáculos são: falta de profissionalismo no setor, a falta de comprometimento dos gestores, poucos recursos para investir em tecnologia e também a falta de cultura em tecnologia.

Pequenas com problemas - Quando mudamos o foco para as empresas de tecnologia que fornecem solução para este mercado e que, em sua maioria, também pertence a este mercado, observamos que a realidade não é tão diferente da que nos deparamos com a de seus clientes. Elas também têm falta de comprometimento nos projetos, ineficiência no atendimento, não investem na atualização, há falta de estrutura e elas pecam no pós-venda.

Os sistemas de informação desenvolvidos para este segmento, em sua grande maioria, tratam apenas da parte operacional, deixando de fora a parte tática e estratégica da empresa. Acredito, que isso ocorre pelo fato das empresas de tecnologia não estudarem o negócio para qual desejam fornecer a solução. Onde, a falta de conhecimento sobre os requisitos para o desenvolvimento de um sistema com qualidade por parte do pessoal administrativo e também a falta de comunicação e explicação da importância do sistema de informação pelo pessoal de sistemas.

A dificuldade está no foco dos que criam esses sistemas, deixando de compartilhar com as demais áreas do negócio a criação dos sistemas de informação pretendidos.

Costumo dizer que os tecnólogos têm que deixar de focar somente o bit-byte e entender o conceito de negócio da empresa. Só assim é possível conceber um sistema de informação e gestores de negócios que se aproximem mais da tecnologia para conhecerem o que ela pode, realmente, fazer para ajudar as companhias.

Olhando o outro lado da moeda, vemos que os administradores, ao buscarem uma solução para o seu negócio, também dão maior ênfase nas áreas operacionais da empresa (output) que se refere aos itens como orçamento, produção, estoques, vendas, contabilidade e folha de pagamento, e que caracteriza o que o sistema fornece. Deixando a parte estratégica (outcome), que possui itens que se referem como definição de metas, garantia da qualidade, redução de custos e motivação para o trabalho, que caracteriza o que o sistema traz como benefício efetivo. Isso ocorre porque muitos administradores têm dificuldades de trabalhar com as informações geradas pelos computadores.

Para reverter esse quadro, existe a necessidade das empresas de tecnologia aumentarem o investimento em atualização, tanto técnica como estrutural, e passara estudar e conhecer melhor as necessidades deste mercado.

Os gestores devem buscar não somente soluções para automatizar os seus processos bem como soluções que tragam mudanças na forma da gestão da empresa, procurando atingir metas pré-estabelecidas.

Temos que ter sempre em mente que as empresas são formadas por pessoas, nas quais devemos identificar os principais interessados no desenvolvimento e na utilização dos resultados do sistema de informação, para que todos digam qual o benefício esperado dos, sistemas de informação.

*Egnaldo César de Oliveira Paulino é consultor especialista do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas).


Destaques da Loja Virtual
GERÊNCIA FINANCEIRA PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

Com este livro empresários, administradores e estudantes terão oportunidade de aprender, de forma prática e didática, como organizar, acompanhar e con...

R$47,00