SEBRAE/SC - Artigos para MPE's

 
  Data Inclusão: 14/04/2003
Autor: Paulo R. B. de Carvalho*
Fonte: Paulo R. B. de Carvalho*

Inovação nas organizações

Ao consultarmos autores diversos que tratam do tema inovação, constatamos enfoques peculiares dos quais destacamos abaixo alguns que podem nos ser úteis e contribuir na determinação de introduzir o tema e, conseqüentemente, inovações em nossas organizações:

1. adequação das atividades às novas tendências da sociedade contemporânea, em função das rápidas mudanças, novas tecnologias, competição mais acirrada e demandas do público;

2. práticas e/ou programas de gestão participativa, com eliminação de barreiras burocráticas e incentivo à participação das pessoas envolvidas no trabalho;

3. criação de um claro sentido de missão, delegação de autoridade e responsabilidade, com soluções voltadas para as necessidades do público-alvo, e não apenas soluções administrativas;

4. incentivo à experimentação, de forma a criar situações de inovação;

5. o despertar do espírito crítico;

6. introdução de risco, subversão da ordem existente no intuito de implantar uma nova ordem, requerendo processo de realinhamento de valores e critérios essenciais;

7. processo cultural (sistema de valores e hábitos próprios): idéias, crenças,
conhecimentos, costumes, hábitos, aptidões, valores, símbolos e ritos;

8. processo criativo e adaptativo, ao mesmo tempo que destrutivo;

9. processo facilitado, na organização, por transferência de poder e iniciativa, flexibilidade organizacional e administrativa, comunicações francas e autênticas, postura otimista diante da vida, destruição do comodismo e estabilidade;

11. abandono do paradigma burocrático em favor de um paradigma empreendedor.

Verificamos, na consulta, que o conceito de inovação é apresentado de forma explícita - quando o termo é utilizado diretamente pelos autores - ou se traveste em outras roupagens com a mesma personalidade. Assim sendo, em que pesem as diversas abordagens, os termos/conceitos de reengenharia, readministração, reinvenção, são figurinos redesenhados para abordar e tentar, assim, rejuvenescer e manter up to date nossa velha conhecida inovação que, podemos considerar, esteve sempre presente, irremediavelmente, ao longo da história da humanidade. E, sendo assim, não haveria como nossas organizações estarem excluídas dessa “evolução” natural. Como decorrência, o termo inovação encontra em si próprio seu antagonismo e renovação, na medida em que envelhece quando se recria, na medida em que se renova no momento em que nega a si próprio alçando novos e intermináveis vôos.

A inovação é, então, um eterno renascer, uma interminável espiral cuja origem se confunde com a da própria existência, tendo a criatividade como componente marcante. E tem desenhado seu caminho em consonância com a natureza humana, seus anseios, necessidades, possibilidades, desejos e vontade de vencer barreiras e recriar o cotidiano.

*sócio-gerente da FAS Consultoria Empresarial/RJ


Destaques da Loja Virtual
GESTÃO & MARKETING

De tanto ver tal insatisfação por parte de diretores e equipes de empresas de diferentes tamanhos, o Consultor José Renato de Miranda decidiu efetivar...

R$25,00