SEBRAE/SC - Artigos para MPE's

 
  Data Inclusão: 12/05/2003
Autor: Carlos Guilherme Zigelli*
Fonte: A NOTÍCIA

A integração da agroindústria do Oeste

A região Oeste catarinense consta entre os mais dignos e bem sucedidos exemplos de empreendedorismo do Brasil. O Oeste foi a última região a ser colonizada em Santa Catarina. Seus municípios são os mais distantes da Capital e dos principais centros industriais catarinenses. Isso, sob a ótica contemporânea, pode parecer pouco relevante, mas era algo quase intransponível antes do advento das modernas tecnologias de comunicação e das melhorias em infra-estrutura.

Quando analisamos o sucesso e as adversidades vencidas pela região, é preciso considerar a distância física e institucional como principal entrave ao desenvolvimento.

Entretanto, numa clássica demonstração de comportamento empreendedor, onde se transforma a dificuldade em oportunidade, os empresários e trabalhadores do Oeste catarinense construíram uma vigorosa cadeia produtiva envolvendo agricultura, pecuária e indústria. Mais do que isso, forjaram uma cultura de integração com as demais regiões do Estado, jamais permitindo que germinassem as sementes do separatismo, tão oportunistas quanto infundadas. O oestino é um catarinense por opção!

Também nunca prosperaram as previsões de que a suinocultura e a avicultura estavam migrando definitivamente para outros Estados, renunciando às quatro décadas de know-how e investimentos acumulados. A vocação sempre falou mais alto. Por isso, não nos surpreendem os espaços conquistados por essa região. Gradativamente construiu uma rede de formação de saber, escorada em mais de uma dezena de campi universitários, escolas técnicas e similares. Foi originada a mais rentável e socialmente justa estrutura de cooperativas rurais do Brasil.

Também criaram mais de uma centena de entidades empresariais com relevante força no movimento estadual. Está originando diversos pólos exportadores, destacadamente o de móveis. Ingressou com racionalidade e pragmatismo na atividade turística. De maneira geral, quase todos os setores estão representados nessa imensa área geográfica que representa, a partir de Joaçaba, a metade de Santa Catarina.

A principal matriz econômica do "Grande Oeste' é o mais admirável exemplo de resposta de um setor econômico. A produção catarinense de suínos e aves compete com a França e os Estados Unidos, mesmo enfrentando uma desigual política de subsídios ou retaliações comerciais, algumas vezes travestidas de barreiras técnicas. Há muito deixamos de exportar commoditties, substituindo-as pelas mesmas marcas que ocupam as gôndolas dos supermercados dos brasileiros.

Não podemos deixar de admitir que compartilhamos o crescimento econômico com problemas sociais e especialmente ambientais. Que alguns dos modelos tradicionais precisam ser revistos ou aperfeiçoados. Cada vez mais temos a consciência de que a manutenção da competitividade exige permanentes investimentos em tecnologia, infra-estrutura e, especialmente, na formação de recursos humanos.

Essa é, certamente, a mais importante tarefa dos líderes públicos e privados que se relacionam com a produção de carnes de suínos e aves: a construção do cluster agroindustrial, capaz de integrar a cadeia produtiva, segundo o mais moderno sentido deste termo. Uma ampla e horizontal rede de empresas em condições de trabalhar em escala e obter competitividade de nível mundial. Não mais apenas cultivar, criar, abater e beneficiar com qualidade. Mas agregar cada vez mais serviços, marketing e logística. Aglutinar conhecimento ao processo produtivo.
Os obstáculos são proporcionais a cada período histórico. Ainda parecemos tímidos diante de nossos adversários de mercado. Por isso, novamente, recorremos ao espírito e às características do comportamento empreendedor dos oestinos, que, sabidamente, nunca estiveram sozinhos. Santa Catarina é sinergicamente dependente da região Oeste. Com estabilidade social, inovação tecnológica e equilíbrio ambiental, prosseguiremos construindo uma região modelo para o resto do País.

Carlos Guilherme Zigelli*, diretor superintendente do Sebrae/SC


Destaques da Loja Virtual
EMPREENDEDORISMO NA VEIA

Poucos são os negócios que duram muito. E vários são os exemplos de negócios que cresceram rapidamente para, no final, afundarem com a mesma velocidad...

R$45,00