SEBRAE/SC - Artigos para MPE's

 
  Data Inclusão: 04/07/2003
Autor: Cláudia Marques
Fonte: DIÁRIO DO COMÉRCIO

Pequenas idéias, grandes negócios

Apresentar um projeto para a empresa pode representar um salto na carreira. Para que isso ocorra, é importante dominar o assunto, antes de expô-lo.

Ter uma idéia pode até ser simples. Está provado, por exemplo, que, se estiverem atentos, os funcionários vêem coisas que, muitas vezes, os empresários e chefes diretos não enxergam. Por esse motivo, encontram soluções inovadoras para os problemas das companhias. Mas, como apresentar a boa nova à empresa? Segundo Sidney Trama Rago, da consultoria Imam, de São Paulo, estudar bem o assunto é o primeiro passo para ter sucesso na apresentação. "Essa estratégia dá credibilidade à idéia”, afirma ele.

E para conhecer profundamente o assunto, o funcionário tem de pesquisar, descobrir, por exemplo, se alguém já implantou algo parecido e qual foi o resultado. Antes de ir para a reunião de apresentação, é preciso se preparar para esclarecer todas as dúvidas que possam surgir, principalmente no que diz respeito aos custos e aos resultados. É bom lembrar que, nos dias de hoje, uma boa idéia é aquela que dá lucro para a companhia a um custo relativamente baixo.

A forma de apresentar varia de acordo com o público. Se forem executivos, que têm pouco tempo disponível para ouvir, é bom ir direto ao ponto, sem enrolação, principalmente se for um assunto que eles já dominam. Nesse caso, está liberado o uso de termos específicos da área. A dica de Rago é: “o funcionário deve ser objetivo, claro e mostrar o que a empresa ganha com a implantação da idéia dele".

Se a novidade for direcionada ao "chão de fábrica", a forma pode ser bem mais simples. É importante, nesse caso, falar a mesma linguagem deles. A pessoa deve estar atenta até ao modo de se vestir. Não precisa usar terno e gravata, isso só distancia o apresentador dos "receptores" da idéia que podem encarar o fato como uma imposição e não ver os pontos positivos da novidade.

Ainda no que diz respeito ao público, é preciso avaliar o tamanho da idéia: se grande, uma inovação de verdade, que afeta toda a empresa, ou se pequena, que afeta uma ou duas pessoas da companhia. Rago sugere que as grandes idéias têm de ser apresentadas às pessoas com poder de decisão, a diretoria, por exemplo. “Elas vêm sempre de cima para baixo", afirma ele.

As pequenas, mais simples, como mudanças de procedimentos, por exemplo, podem ser apresentadas apenas para as pessoas afetadas ou o chefe daquele departamento. As técnicas usadas para mostrar a idéia também são definidas segundo sua complexidade e a cultura da companhia. As inovações podem exigir verdadeiros "shows pirotécnicos", com o uso de programas especiais, como o Power Point e o Datashow, luzes e muita ação. As simples, podem ser ditas às pessoas num bate-papo ou num folheto explicativo.

Um fator que precisa ser levado em conta são as áreas dos ouvintes. Segundo Rago, engenheiros, gostam de apresentações com gráficos, dados dispostos em tabelas. "já os profissionais de humanas preferem uma boa e longa conversa", diz.

Auto-avaliação - O funcionário que já apresentou várias idéias e não obteve sucesso não deve desistir. Ele precisa se avaliar - e a chefia também - para descobrir o que está errado. O problema pode ser a forma de falar. Pessoas que falam com tensão, por exemplo, não passam confiança aos ouvintes. "Gente que desconsidera as opiniões de outras pessoas, dando a impressão que só as suas idéias é que são boas, e que as das outras devem ser desconsideradas, pois não valem nada, só perdem pontos. São consideradas arrogantes”, afirma o consultor Luciano Castelo, professor da Fundação Getúlio Vargas, no Rio de Janeiro.

Outro empecilho são os chefes que consideram todos os projetos novos como uma tentativa para lhes tirar o emprego. "São chefes ultrapassados que dificultam a apresentação de idéias", diz Castelo. Para saber em que terreno se está pisando, a sugestão do consultor é que o funcionário tenha uma conversa a sós com a chefia. "É bom tentar explicar a ele que suas intenções são para melhorar a empresa e não apenas a sua carreira profissional”, afirma. Se o chefe for bom caráter, a estratégia funciona.


Destaques da Loja Virtual
PASTELARIA

Este perfil tem como finalidade apresentar informações básicas a respeito da abertura de uma Pastelaria. Serão abordados assuntos relacionados ao merc...

De R$8,00
Por R$6,00
Desconto de R$2,00 (25%)