SEBRAE/SC - Artigos para MPE's

 
  Data Inclusão: 17/10/2003
Autor: Diário do Comércio & Indústria
Fonte: DCI

Quando planejar faz a diferença

Uma das grandes qualidades do brasileiro é o empreendedorismo. Para constatar isto, basta observar o contingente de pessoas, que ao deixarem seus empregos, opta por abrir um negócio próprio. Porém, muitos se lançam na empreitada sem nenhum tipo de informação sobre o mercado em que vão atuar, nem sobre a empresa que vão abrir, o que faz com que 71% das micros e pequenas empresas abertas anualmente no Brasil fechem antes de completar cinco anos.

Para escapar desta estatística, muitos empreendedores estão lançando mão de algumas ferramentas muito importantes para o administrador moderno, como o plano de negócios (ou Business Plan) e os estudos de viabilidade econômica, nomes cada vez mais comuns no dia-a-dia de empresários de médio e pequeno porte. Estas ferramentas fornecem ao empreendedor informações importantes para a gestão empresarial, para o lançamento de um novo empreendimento ou de um novo produto, dando-lhe uma visão estratégica e possibilitando a busca de parceiros ou investidores.

Em muitos casos, o empreendedor é um bom técnico da área em que vai atuar, mas entende muito pouco de gestão, estrutura societária, levantamento de capital e planejamento estratégico e análise tributária, questões fundamentais no processo administrativo.

O plano de negócios pode ser descrito como um currículo da empresa, que a posicionará no mercado em que pretende atuar, apresentando potenciais concorrentes e definindo projeções e resultados. Com isso, se definem os objetivos da companhia e se planejam procedimentos para atingi-los. Esse plano, além de importante para a abertura de novas empresas, pode também ser utilizado pelas que já estão no mercado, ou para a busca de novos investidores, bem como para reestruturação societária ou venda do negócio.

Com um plano bem delineado, a empresa diminui significativamente os riscos de seus negócios, por conhecê-los de antemão e por possuir soluções previamente pensadas. O plano de negócios oferece ao empresário todas essas informações. Na expansão da empresa, o plano identifica investidores em potencial que, quando contatados, têm mais chance de se interessar em fechar negócio por já possuírem uma radiografia da companhia nas mãos.

A identificação das melhores opções para alcançar novos objetivos também é uma preocupação do plano, pois são avaliados todos os investimentos da companhia e o retorno dos mesmos.

Com estas informações nas mãos, o gestor terá um documento que, além de ser essencial em negociações, será uma importante ferramenta de análise empresarial, que possibilitará à companhia planejar seus passos e corrigir eventuais equívocos cometidos até então.

*O autor é diretor da RCS Consultores e presidente para América-Latina da MRI.


Destaques da Loja Virtual
TALENTOS INOVADORES NA EMPRESA

Você sabe o que é empreendedorismo corporativo? Qual o papel dele na economia e no desenvolvimento econômico de um país, de uma organização, na vida d...

R$43,00