SEBRAE/SC - Artigos para MPE's

 
  Data Inclusão: 27/10/2003
Autor: Valor Online
Fonte: Valor On-line

Diversidade e inovação na empresa

A diversidade é o elemento fundamental em todo organismo vivo para adaptar-se às mudanças e conseguir que o organismo sobreviva às novas circunstâncias externas. A empresa, como qualquer organismo vivo, necessita gerir tanto a diversidade de sua força de trabalho quanto a de seus acionistas, clientes e fornecedores.

A diversidade não é uma novidade no mundo empresarial. A novidade está no fato de que a mulher represente uma alta porcentagem da população ativa e que vai ascendendo, de modo lento mas progressivo, a postos de direção. É novidade também o envelhecimento da população e que, portanto, a multiplicidade de idade tenha se convertido num fator importante a ser levado em consideração dentro da estrutura empresarial; além disso, a globalização está produzindo uma interação cultural significativa, fatos que contribuem para o aumento da diversidade na empresa atual.

A diversidade sempre existiu. O profissional, na hora de integrar-se numa empresa ou num grupo de trabalho, além de contribuir com conhecimentos, experiências e habilidades técnicas, pode e deveria contribuir com um valor acrescentado, resultado da aplicação da sua particular maneira de compreender o entorno numa determinada situação. Uma visão pessoal que se origina fundamentalmente pela sua personalidade, cultura e gênero, o que, em resumo, explica a vantagem comparativa da diversidade.

Entretanto, as diferenças de personalidade ou de competências produziram visões, maneiras de trabalhar e de pensar diferentes que muitas vezes se paliaram visando uma homogeneidade para permitir um desenvolvimento com menos conflitos. O que a empresa atual está experimentando não é apenas uma nova realidade, mas um novo enfoque, um paradigma capaz de agir num mundo diverso e mutável. Já não se trata de propor um modelo que todos os trabalhadores devem seguir, senão de adaptar-se ao potencial que a diversidade dos seus membros pode oferecer. A lógica da diversidade radica principalmente no fato de sua existência e que a empresa necessita gerenciá-la para conseguir hoje uma vantagem comparativa e, em poucos anos, sobreviver num mercado altamente diversificado.

O fomento da diversidade é proposto na empresa a partir de um duplo enfoque externo e interno: social e legal, tratando de apresentar uma resposta à sociedade, constituída definitivamente pelos seus clientes, acionistas, fornecedores, trabalhadores e seus diretivos, que buscam uma empresa capaz de refletir sua realidade e necessidades. Esta demanda social, fundamental e crucial é, na minha opinião, o primeiro passo para alcançar uma reforma mais profunda dentro das empresas, visando gerir e integrar a diversidade de modo eficaz para conseguir aumentar a eficácia e melhorar o processo de inovação.

Durante mais de três décadas, principalmente nos Estados Unidos, foram concebidas políticas de discriminação positiva para apoiar àqueles grupos minoritários com pouca representatividade na empresa. Em muitos casos, essas políticas deram frutos importantes, mas também certo grau de frustração ao comprovar que, apesar da melhora inicial de coletivos minoritários, existiam bloqueios que impediam um desenvolvimento profissional mais completo. (Por exemplo, nos Estados Unidos a mulher ocupa somente 12% dos cargos dos Conselhos de Administração das empresas do Fortune 500). Por outro lado, essas políticas produziram, em muitos casos, uma estigmatização dos grupos minoritários que poucas vezes foram valorizados pelas suas conquistas, mas como produto da sua minoria.

A discriminação positiva pode ajudar a melhorar a posição de um coletivo que se encontra numa posição de clara discriminação. Entretanto, estas políticas devem ir acompanhadas de uma reforma mais generalizada, orientada para todos os coletivos que formam a empresa. O valor acrescentado que cada pessoa pode oferecer por sua diferença é a chave da inovação. Mas que só germinará se a diferença for valorizada e se o ambiente de trabalho permitir a realização de um projeto vital que, muito além de um salário e de um trabalhador, possa ser conciliado com o desenvolvimento da vida familiar, de escrever, de caçar borboletas ou de trabalhar até altas horas no escritório. Cada um tem seu projeto de vida e todos eles são válidos, já que representa o que cada pessoa necessita para poder desenvolver seu potencial dentro e fora da empresa.

Não existem receitas que possam ser aplicadas, senão práticas e ações mais eficientes que outras, idéias e experiências que surgem de diferentes âmbitos tanto na empresa quanto no mundo do conhecimento teórico e em ambientes culturais diversos.

Um grande número de empresas está começando a implantar, a partir da direção geral, uma série de disposições que visam fundamentalmente dotar as políticas de recursos humanos de maior flexibilidade e promover a formação em gestão de diversidade para todos os membros da empresa. As escolas de negócio agindo como ponte entre a prática e a criação de conhecimento, possuem os instrumentos adequados para extrair experiências existentes na gestão da diversidade corporativa, analisá-las e difundi-las, adaptando-as às diferentes necessidades dos seus receptores.

Estas mudanças a favor de uma plena integração estão propostas a médio prazo e, para conquistá-las, é necessária a participação tanto dos diretivos como dos trabalhadores, dos clientes que apóiam desde seu consumo às empresas que respondem às suas questões éticas e dos acionistas que, além de uma rentabilidade a curto prazo necessária e legítima, enfocam um crescimento sustentável a médio prazo.

A mudança que se está produzindo significa, enfim, uma maior implicação da empresa na sociedade e da sociedade no seu ambiente de trabalho, com a lógica de que a empresa no mundo global crescerá e inovará na medida que seus membros possam inovar e crescer internamente.

* A autora é diretora do Center for Diversityn in Global Management do Instituto de Empresa (alianza Sumaq), Madrid.
E-mail: Celia.deAnca@ie.edu


Destaques da Loja Virtual
INDÚSTRIA - OS PRIMEIROS PASSOS PARA O SUCESSO

Esta publicação contém tudo o que é importante para a reflexão e prática na produção de bens. Aponta os caminhos da qualidade total, a natureza da pro...

R$15,00