SEBRAE/SC - Artigos para MPE's

 
  Data Inclusão: 09/01/2004
Autor: Federico Amory
Fonte: Federico Amory

Por que as empresas fracassam?

Em primeiro lugar, é necessário analisar o que significa a palavra FRACASSO. O medo ao fracasso tem sido o principal responsável por derrotas antecipadas de muitas pessoas e empresas.

Tenho observado que o empresário de uma forma geral, demite seu funcionário quando este comete vários erros. Aparentemente está correto. Por outro lado, está comprovado que mais ou menos 88% dos erros cometidos pelos funcionários, são causados por não terem suas funções e responsabilidades claramente definidas. Com isto não quero dizer que seja errado, apenas que analisemos melhor cada situação, ao mesmo tempo em que procuramos identificar as origens das causas.

Quando existem funções e responsabilidades claramente estabelecidas, dificilmente acontecem erros, e quando acontecem, estes devem ser capitalizados como "Lições Aprendidas", assim, não tem como cometer o mesmo erro novamente. Uma das principais características das empresas de sucesso de hoje, é que elas, no lugar de "jogar fora" as experiências negativas, aprenderam a aproveita-las para o futuro.

Fracasso não existe, o que existe são etapas que vão sendo vencidas, uma a uma. Mas para isso é necessário desenvolver uma cultura baseada na gestão pela qualidade total, na construção da excelência empresarial "veja bem que não falei a busca da qualidade ou da excelência, ela não se procura, se constrói, todos os dias, a cada minuto, todas as pessoas, sem exceção. Na realidade, passa ser uma obsessão. Percebe a diferença?

O verdadeiro fracasso tem inicio e fica evidente, quando o empresário se recusa a reconhecer que o desempenho da empresa anda mal e principalmente, quando começa a jogar a culpa encima dos outros, recusando-se a assumir a responsabilidade por esses resultados. É isso mesmo!!!!

Nos meus 16 anos de trabalho em consultoria e treinamento empresarial, tenho observado que os principais erros cometidos por diversos tipos de empresas, são basicamente os mesmos, os principais são:

1 Formação de estruturas rígidas e expressivamente verticais, fomentando o individualismo, a burocracia e as rivalidades, entre outros;

2 Insistir em estruturas voltadas para o mercado e/ou para produção em massa, no lugar de se orientar pelo mercado (alvo instável) e pela estratégia e filosofia do serviço;

3 Por que a administração superior se recusa determinantemente a se responsabilizar pelos resultados; sempre tem uma excelente desculpa.

4 Sempre se procura uma pessoa responsável, a todo problema que acontece, e aí o problema não se enfrenta como tal;

5 A capacidade e a criatividade do pessoal executor de tarefas é ignorada e até subestimada. O pessoal deve ser educado e depois treinado periodicamente;

6 Por que o controle dos resultados é a principal preocupação, no lugar de influir no pensamento dos executores, tudo inicia no pensamento;

7 Por que existe uma concentração excessiva nos problemas, esquecendo assim os objetivos. Resultado quase que inevitável quando se pratica uma administração tipo bombeiro "apagando incêndios o tempo todo;

8 Atuar por impulso, sem um planejamento atualizado, integrado e coeso;

9 Tolerar a incompetência, iniciando por si próprio;

10 Reconhecer os méritos somente aos melhores;

11 Tratar de manipular as pessoas;

12 Manter pensamentos fechados, agarrando-se a paradigmas e pressupostos obsoletos que geram manifestações negativas;

13 Tratar de implementar processos de Qualidade Total como um corpo estranho amarrado à organização. É preciso se preparar para tal, iniciando pela administração superior da organização.

Em síntese, a raiz dos problemas que enfrentam as empresas, está no fato de que os dirigentes / empresários se acomodam, e quase nunca se questionam. Para provar isso é só observar o sucesso comercial das empresas líderes.

Federico Amory
Consultor e diretor da SB - Smart Business Inovação na Gestão Empresarial.


Destaques da Loja Virtual
A ORGANIZAÇÃO QUE DECIDE: CINCO PASSOS PARA REVOLUCIONAR O DESEMP

Muitas organizações não sabem tomar e executar boas decisões. E estão pagando um alto preço - lucros perdidos e pessoas frustadas. Mas as coisas não p...

R$46,00