SEBRAE/SC - Artigos para MPE's

 
  Data Inclusão: 31/08/2004
Autor: Sandra Motta
Fonte: DIÁRIO DE SÃO PAULO

O termômetro que sinaliza as chances de novos negócios

Ouvir os consumidores pode ser a melhor orientação para o momento certo de lançamento de novos produtos

A pesquisa de mercado, segundo o consultor Wlamir Bello, funciona como uma espécie de termômetro, que poderá sinalizar ao empresário, em determinado momento e cenário, se as iniciativas que pretende tomar têm mais ou menos chances de dar certo. Por isso é indicada sempre que o empreendedor pensa em abrir um novo negócio, lançar um produto ou serviço no mercado, ampliar seu mix de produtos, mudar o ponto comercial.

"A pesquisa acaba sendo termômetro comportamental do mercado em dado momento. É geralmente usada para diagnosticar uma situação e, então, permitir que se tome uma decisão. Mas ela, sozinha, não é capaz de indicar se o negócio dará certo ou não", alerta Bello.

Ele destaca que o levantamento precisará estar sempre inserido em um cenário, em determinado plano de negócios.

A PESQUISA

Estabelecido o plano e os objetivos, o empresário pode pensar em como fará a pesquisa, sempre orientada por um profissional de marketing. Ele poderá usar, antes da pesquisa pontual com seu público, uma grande quantidade de dados secundários, como pesquisas do Sebrae, IBGE, informações públicas de revistas, jornais.

Antes de abrir restaurante num bairro, pode, por exemplo, pesquisar e saber quanto o paulistano gasta naquela região em refeições fora de casa. Quanto mais dados secundários elencar, mais simples poderá ser a pesquisa pontual.
Dependendo da intenção do levantamento, se tentará detectar preferências do consumidor,hábitos e intenções de compra, comportamento da concorrência (pontos fortes e fracos), previsão de demanda por produto ou serviço.

As perguntas, ensina Bello, devem ser poucas, no máximo oito ou 10, bastante claras e de preferência fechadas, ou seja, com alternativas para o cliente escolher. Por exemplo: "Você compraria comida japonesa?" e respostas do tipo "a) certamente compraria, b) possivelmente compraria, c) possivelmente não compraria e) certamente não compraria".


Destaques da Loja Virtual
LOJA VIVA: REVOLUÇÃO NO PEQUENO VAREJO BRASILEIRO

Ser varejista não é para qualquer um. É uma questão de vocação. Mas não é tarefa simples essa de conquistar e encantar clientes. E, com a globalização...

R$35,00