SEBRAE/SC - Artigos para MPE's

 
  Data Inclusão: 09/09/2004
Autor: Sebrae
Fonte: Sebrae

EXTRA: Sebrae lança campanha sobre parcelamento de débitos do Simples

A campanha nos meios de comunicação tem o objetivo de mostrar ao empresário que o prazo final para adesão é 30 de setembro


Brasília - O Sebrae começa nesta quarta-feira (8) uma campanha nacional nos meios de comunicação para informar aos empresários participantes do Simples (Sistema Integrado de Pagamento de Impostos e Contribuições das Microempresas e das Empresas de Pequeno Porte) sobre o parcelamento de débitos com a Receita Federal. O objetivo é esclarecer que as micro e pequenas empresas optantes do Simples, que têm débitos com a Receita Federal ou com a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN), têm até o dia 30 de setembro para solicitar o parcelamento.

O diretor de Administração e Finanças do Sebrae Nacional, Paulo Okamotto, afirmou que os empresários não devem deixar passar essa chance. “É a oportunidade que a micro e pequena empresa tem de organizar sua vida, melhorando inclusive o acesso ao crédito e, com isso, fazendo mais e melhores negócios”, disse Okamotto.

Além da campanha para os veículos de comunicação, o Sebrae preparou uma cartilha, que está disponível na internet (http://www.sebrae.com.br/br/parasuaempresa/gt_parcelamento.asp )mostrando passo a passo o que é preciso fazer para solicitar o parcelamento da dívida junto à Receita.

“Como parcelar seus impostos atrasados e não ser excluído do Simples” é o tema da cartilha, que esclarece ao empresário quais os débitos podem ser parcelados e que essa é uma oportunidade por tempo limitado.

As empresas participantes do Simples, que têm débitos vencidos até o dia 30 de junho deste ano, podem pedir o parcelamento, que será feito em até 60 meses. O pedido só poderá ser feito pela internet e o formulário está disponível na página da Receita Federal (www.receita.fazenda.gov.br).<BR <http://www.receita.fazenda.gov.br).<br>

O parcelamento dos débitos do Simples obedece as regras do parcelamento geral, que define como parcela mínima o valor de R$ 50 e que o valor da dívida será corrigido pela taxa de juros Selic. De acordo com a Receita Federal, até esta quarta-feira, foram recebidos 10 mil pedidos de micro e pequenas empresas para o parcelamento dos débitos do Simples.

Esse número, segundo o secretário adjunto da Receita, Paulo Ricardo de Souza Cardoso, é pequeno e é muito importante a participação de instituições que apóiam a micro e pequena empresa para a divulgação do programa de parcelamento. De acordo com ele, cerca de um milhão de empresas participantes do Simples têm débitos que podem ser parcelados. Essas dívidas são, em média, de R$ 2 mil a R$ 5 mil.

A expectativa da Receita é de que, pelo menos, 30% dessas empresas façam adesão ao parcelamento. Na avaliação de Cardoso, o parcelamento é “extremamente vantajoso”, pois, a inadimplência significará a exclusão da empresa do Simples.


Destaques da Loja Virtual
EMPRESA DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA

Este perfil tem como finalidade apresentar informações básicas a respeito da abertura de uma Empresa de Segurança e Vigilância. Serão abordados assunt...

De R$8,00
Por R$6,00
Desconto de R$2,00 (25%)