SEBRAE/SC - Artigos para MPE's

 
  Data Inclusão: 17/09/2004
Autor: Diário do Comércio
Fonte: Diário do Comércio

Pequenos podem e devem anunciar

Publicidade não é ferramenta restrita às grandes empresas. Com R$ 10 mil de investimento, é possível desenvolver campanhas com bons resultados.

À primeira vista, publicidade é assunto que se discute apenas dentro de grandes empresas. Mas a realidade é outra. Para cada porte de empreendimento há um prestador de serviços compatível e interessado em criar um ambiente de negócios tão amplo quanto aquele estruturado pelas grandes.

No caso específico da propaganda, o mesmo acontece. Existem agências especializadas em atender a demanda de projetos enxutos e eficientes, o que na prática se traduz em custos compatíveis ao faturamento das micro empresas.

Marketing de guerrilha ¿ Luciano Santos, proprietário da Blend Comunicação, sediada na capital paulista, conhece bem as condições dos negócios pequenos. Após atuar como publicitário em agências e praticar suas habilidades em promoção em prol de uma estamparia que criou, resolveu voltar ao ramo do marketing montando a própria agência há quatro anos. "A pequena empresa deve fazer o que chamamos de 'marketing de guerrilha', ou seja, usar seu conhecimento e força local para conquistar o consumidor da região", afirma.

Para ele, as agências de pequeno e médio porte têm prática na busca de mídias especializadas e outros recursos de comunicação que cabem no bolso do empresário. "Há jornais, revistas e sites de bairros que são lidos pela população que busca serviços e produtos na região em que mora. Se o objeto comercializado é voltado a um público específico, há canais de comunicação com esta comunidade, como associações e grupos de discussão. O nosso trabalho é reconhecer estes canais e desenvolver projetos de comunicação", diz. O publicitário cita como exemplo a sinalização que traz informações de utilidade pública e menciona o estabelecimento comercial ao mesmo tempo.

Publicidade não é despesa ¿ Santos acredita que sempre há uma solução cabível. "O custo da publicidade não deve ser visto como despesa, mas como investimento. O retorno existirá para um projeto de comunicação bem planejado", diz.

A ABC&Z Publicidade, também de São Paulo, produz campanhas de publicidade que apresentam custos médios entre R$ 10 mil e R$ 20 mil. "Muitas vezes o pequeno empreendedor cria um fundo de propaganda para a empresa, economiza dinheiro e aplica na mídia errada. É comum ouvir de empresários que investiram, por exemplo, em revistas como a Veja São Paulo ou os jornais Folha de São Paulo ou Estado de São Paulo e depois não foram capazes de atender à demanda de serviço gerada pela publicidade", explica Marcel Antunes, publicitário e sócio-diretor da agência ABC&Z.

Veículo certo ¿ Ele afirma que a estrutura da corporação a ser divulgada precisa ser levada em conta no momento da escolha do canal de comunicação. "Uma única linha telefônica para atender clientes e poucos colaboradores é mau sinal para o empreendedor que espera obter retorno de anúncios em grandes veículos de comunicação. Corre-se o risco de não conseguir atender à demanda e ficar com a imagem desqualificada", afirma.

Simples - Antunes diz que ações simples como produção catálogos e panfletos sob a orientação de especialistas em marketing dão ótimo retorno para uma pequena empresa. "Toda e qualquer ação que visa anunciar em paralelo com propagandas torna-se uma arma poderosa para a conquista e o reconhecimento do consumidor" , diz o publicitário. Nessa linha, a Associação Brasileira das Agências de Publicidade, Abap, lançou uma cartilha com dicas para as pequenas e médias empresas que desejam anunciar.

Novo fôlego com ação de R$15 mil

A indústria de equipamentos médicos Alasser Biomédica tem apenas quatro anos, mas já passou pela reformulação de seu logo, catálogo e site. "Resolvemos contatar a ABC&Z Publicidade para o lançamento de um novo produto. O retorno após um ano foi 40% superior em comparação a situações semelhantes no passado", explica Iraceli Alkimim, sócia-diretora da Alasser.
Para ela, que terminou por fechar um pacote de serviços em torno de R$ 15 mil, o investimento foi importante porque trouxe novo fôlego à comunicação da indústria com seus clientes. "Para o lançamento foi feita uma mala-direta que levou para médicos informações sobre o produto e novo layout da empresa. O site, por sua vez, ganhou dinamismo e melhor acesso para os usuários", diz a empresária.

Iraceli afirma que mantém a agência de propaganda como sua prestadora de serviços. "Destino a tarefa publicitária para quem entende. É melhor e mais rápido, permitindo que eu foque meus esforços no desenvolvimento de produtos para a Alasser", afirma.

Planejamento ¿ Raul Corrêa de Souza, sócio-diretor da consultoria RCS Consultores, diz que o marketing tem a mesma importância que as finanças e a produção para um planejamento estratégico. "O que é um excelente produto em termos de qualidade se ele não tem uma imagem? E qual o resultado de vendas de uma empresa que não avança em direção à satisfação dos clientes? Ações de marketing que incluem propaganda e promoções comerciais são tão fundamentais quanto à produção e às finanças", explica.

Ele cita o caso de uma pequena indústria de cosméticos que reformulou as embalagens de seus produtos e com isso conseguiu elevar em 50% a receita de vendas após um ano.

Pipoca - Já Luciano Santos, publicitário da Blend Comunicação, afirma que uma escola de inglês que passou a oferecer aulas em domicílio para crianças acertou com um colégio particular a entrega de um saco de pipoca para microondas que estampava o logo colégio e também da unidade de ensino de idiomas, anunciando sobre o novo serviço. As crianças gostaram, os pais receberam o recado quando tiveram que preparar a pipoca a seus filhos e a unidade de ensino de idiomas conseguiu formar as turmas para iniciar o novo modelo de aulas.

Na hora de definir que medidas tomar, o mais importante é considerar os objetivos e o público de cada micro ou pequena empresa anunciante.

Publicidade ao alcance de todos:
-Os meios de divulgação acessíveis ao pequeno empresário podem ser jornais de bairro, web sites, publicações dirigidas.
-Ações promocionais como panfletagem e divulgação no ponto de venda ou em locais freqüentados pelo público alvo são fortes aliados para a conquista do consumidor regional.
-Uma advertência aos ambiciosos é a preocupação em criar uma estrutura adequada ao atendimento da demanda de serviço que é gerada pelos anúncios em grandes veículos.
Fonte: Consultores.


Destaques da Loja Virtual
INDÚSTRIA - OS PRIMEIROS PASSOS PARA O SUCESSO

Esta publicação contém tudo o que é importante para a reflexão e prática na produção de bens. Aponta os caminhos da qualidade total, a natureza da pro...

R$15,00