SEBRAE/SC - Artigos para MPE's

 
  Data Inclusão: 18/01/2005
Autor: Editorial - A NOTÍCIA
Fonte: A Notícia

O pequeno exportador

Com a concorrência tornando mais competitivo o mercado interno, o pequeno empresário brasileiro vê nas exportações um caminho alternativo para manter o ritmo de crescimento.

Nos últimos seis anos, mais de 4,5 mil empresas de pequeno e médio porte passaram a exportar seus produtos. Só no ano passado, 865 iniciaram o mesmo processo, o que representa mais do que o dobro do ano de 2003, quando 336 novas empresas brasileiras passaram a vender seus produtos no exterior.

A pequena empresa brasileira está inovando e ganhando novos clientes no exterior, num processo que tende a se multiplicar daqui para a frente, abrindo novas e promissoras perspectivas para o crescimento da economia. Depois de muitos apelos do governo e de visitas a feiras e exposições no exterior, o pequeno empresário está se convencendo de que o comércio externo pode representar importante fator de crescimento de seus negócios.

Com a concorrência tornando mais competitivo o mercado interno, o pequeno empresário brasileiro vê nas exportações um caminho alternativo para manter o ritmo de crescimento de sua empresa. O crescimento de 32% nos últimos seis anos do número de empresas que passam a disputar o mercado internacional revela ainda que a economia nacional está se modernizando e se globalizando, transformação que poderá colocar o País em novo patamar no cenário do comércio internacional.
Ao lado de novos métodos gerenciais e de processos industriais, a fraca demanda interna está também forçando o pequeno empresário a disputar novos nichos de mercado, especialmente em países da América Latina. Quando visita feiras e exposições no exterior, o pequeno empresário se sente estimulado a competir, na medida em que constata que seus produtos oferecem preço e qualidade capazes de competir com o similar estrangeiro, é o que informa fonte da Associação de Comércio Exterior do Brasil.

Em Santa Catarina, centenas de pequenos empresários já participam do comércio mundial e estão engajados na expansão das vendas brasileiras ao exterior. O Estado é o sexto maior exportador brasileiro e cada vez mais produtos fabricados em pequenas indústrias conquistam fatias do mercado externo, garantindo empregos e receita no País. A expansão de 32% no número de empresas exportadoras é apenas o começo de uma nova realidade que tende a continuar em expansão ao longo da década. Estado de grandes empresas exportadoras, Santa Catarina detém a cultura da inovação e da competitividade, o que deve se transferir de forma mais fácil e rápida para o pequeno empresário, desde que devidamente estimulado e orientado pelos órgãos de fomento do comércio exterior do governo brasileiro.

A expansão das exportações brasileiras, contudo, enfrenta um grave desafio a curto prazo: infra-estrutura em portos, rodovias e ferrovias. Por isto, aliás, que o tema vem sendo tão insistentemente trabalhado pela mídia e pelas autoridades mais responsáveis, atentas para a questão da infra-estrutura que pode asfixiar o processo de expansão da economia nos últimos anos e que precisa de investimentos de porte de forma imediata.


Destaques da Loja Virtual
A ORGANIZAÇÃO QUE DECIDE: CINCO PASSOS PARA REVOLUCIONAR O DESEMP

Muitas organizações não sabem tomar e executar boas decisões. E estão pagando um alto preço - lucros perdidos e pessoas frustadas. Mas as coisas não p...

R$46,00