SEBRAE/SC - Artigos para MPE's

 
  Data Inclusão: 26/01/2005
Autor: CLOVIS CASTELO JÚNIOR
Fonte: FOLHA DE SÃO PAULO

Inteligência competitiva: método quer distância de espionagem

Diferença está na fonte de informação; em IC, operação não é clandestina

Os episódios envolvendo atos de espionagem a executivos e autoridades do governo, divulgados no ano passado, podem confundir as atividades de inteligência competitiva com as de espionagem empresarial.

A espionagem é a busca de dados e informações protegidos (por lei ou confidenciais) com a utilização de métodos ilegais.

Operações como infiltração (intrusão clandestina), suborno, invasão de base de dados física ou eletrônica, violação de sigilo postal e telefônico são exemplos de ações de acesso não-autorizado a informações reservadas.

Em inteligência competitiva não existe a busca, mas a coleta ética, legal e sistemática de informações em bases de dados publicadas. Essas fontes podem ser gratuitas, como pesquisas e dados públicos (IBGE, por exemplo) ou pagas, como mídias especializadas e anuários setoriais. Também são realizadas entrevistas e solicitadas análises de especialistas.

"Cerca de 80% da informação necessária para a atividade de inteligência é pública", afirma Elizabeth Gomes do Crie-UFRJ.

A espionagem pode não valer o risco. "Com dados obtidos pela via ilegal, não se revelam as fontes. Não temos segurança quanto à sua qualidade", diz Gomes.
Uma grande quantidade de informação relevante encontra-se ainda dentro das próprias empresas, com os colaboradores.

Mesmo sem negar a existência de um crescente mercado para a espionagem no país, Elaine Marcial, da Abraic (Associação Brasileira dos Analistas de Inteligência Competitiva), diz que a entidade pretende tomar iniciativas para proteger e regular a atividade.

"No nosso site, há um código de ética que busca guiar a atividade do analista", diz Marcial.

Neste ano, deverá ser publicado um glossário com os procedimentos e as técnicas de IC. Será também apresentado no Congresso um projeto de lei sobre espionagem econômica e industrial, que pretende tipificar como crime essas ações -diferenciando-as de IC- e reunir citações esparsas em outras legislações, como a Lei de Propriedade Industrial (9.279/96).

Fonte: Autor(a):


Destaques da Loja Virtual
TOP PERFORMANCE: A REINVENÇÃO DA EXCELÊNCIA ...

Neste livro, você conhecerá Jim, um representante de vendas disciplinado, mas que perdeu a inspiração. De férias em Londres ele conhece um cavalheiro...

R$45,00