SEBRAE/SC - Artigos para MPE's

 
  Data Inclusão: 27/06/2005
Autor: Adriana David
Fonte: DIÁRIO DO COMÉRCIO

Os impostos nas araras

O empreendedor que deseja abrir uma loja, um mercado, vai descobrir e se espantar com o percentual de tributos incidente em manequins, gôndolas e balcões. Os organizadores da GlobalShop South America - Feira Internacional de Merchandising no Ponto-de-venda, Equipamentos e Serviços para o Varejo, que começa amanhã, em São Paulo, vão montar, com o apoio da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), um Lojão do Imposto e revelar aos visitantes quanto o Fisco leva somente com a montagem de um negócio.

"Todos desconfiam, e poderão agora confirmar, que se paga muito imposto nos produtos destinados ao varejo", diz Marcos Andrade, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Equipamentos e Serviços para o Varejo (Abiesv), organizadora da Globalshop. No preço de um simples manequim estão embutidos 47,56% de impostos. Em um busto feminino, 44,24%. E nas gôndolas e araras, 42,55% e 42,29%, respectivamente. Os produtos menos tributados ¿ numa lista com 10 itens elaborada pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT) ¿ são o balcão (38,53%) e o expositor (37,18%).

A alta carga tributária sobre equipamentos e serviços para o varejo, alerta o presidente da Abiesv, acaba inibindo investimentos. "O empresário poderia usar esse recurso para ampliar seu negócio e contratar mais funcionários. Enfim, ser mais competitivo e gerar mais resultados", diz, defendendo a desoneração do setor. "Uma loja aberta gera empregos diretos e indiretos e ajuda a desenvolver e valorizar a vizinhança."

Para Andrade, o varejo não pode ser deixado de escanteio pelos governantes, que esquecem do setor na hora de conceder benefícios tributários. "O varejo é a porta de entrada de muitos que não têm emprego e que precisam gerar renda. O estímulo ao investimento no varejo não existe. Uma prova disso é a quantidade imensa de ambulantes no mercado informal."

No Lojão do Imposto, que será montado no Transamérica Expo Center, os visitantes poderão ainda ter acesso a outras ferramentas desenvolvidas pela Associação Comercial que revelam o quanto os contribuintes pagam de impostos. Por meio do Impostômetro - Sistema Permanente de Acompanhamento das Receitas Tributárias ( www.impostometro.org.br ), poderão acompanhar, segundo a segundo, a arrecadação total das três esferas de governo. E, com a Calculadora do Imposto ( www.contribuintecidadao.org.br ), vão descobrir o valor pago sobre tudo o que recebem, consomem e possuem.


Destaques da Loja Virtual
ADMINISTRAÇÃO PARA PROFISSIONAIS LIBERAIS

Foi-se o tempo em que conheicmento técnico era garantia de sucesso. No mundo de hoje não basta ser bom no que faz. É preciso desenvolver um conjunto d...

R$62,00