Carrinho
Seus carrinho está vazio!
;) Escolher produtos
11 mar. 2022

Como os conflitos mundiais podem afetar as pequenas empresas

Os conflitos mundiais que iniciaram em fevereiro, exigem uma certa cautela e acompanhamento minucioso dos desdobramentos. Isso porque nosso país pode enfrentar alguns problemas econômicos, envolvendo diversos setores, portes de empresas, e inclusive, consumidores.

Ainda não é certa a duração desses conflitos, nem as verdadeiras consequências deles para o Brasil. No entanto, especialistas já adiantam que é preciso se preparar para algumas situações.

De acordo com a Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC), por exemplo, há um risco iminente de elevação dos custos logísticos e de frete, impactando o comércio exterior de Santa Catarina e do Brasil, e um possível comprometimento da logística, já que o espaço aéreo está fechado nos países em conflito e há restrições também com serviços marítimos.

Mas, como os conflitos podem afetar os pequenos negócios? Continue lendo esse artigo e tenha mais informações sobre o assunto.

Como o Brasil pode sentir os efeitos do conflito

A guerra entre a Rússia e a Ucrânia pode trazer efeitos ao Brasil por três principais canais: combustíveis, alimentos e câmbio.

A instabilidade nestes países pode impactar na inflação no Brasil, aumentar taxas de juros, comprometer o crescimento econômico de 2022 e reduzir o espaço para a melhoria dos preços e do consumo. As exportações podem ser afetadas e com a inflação, o Banco Central do Brasil pode elevar a taxa Selic.

Há ainda possibilidade de impactos nos preços de derivados do trigo, incertezas quanto à distribuição de fertilizantes, e caso os Estados Unidos mantenham a decisão de suspender a importação de petróleo da Rússia, haverá aumento acentuado de preços dos combustíveis. Na quinta-feira, 10 de março, a Petrobras já anunciou um novo aumento no preço dos combustíveis no país.

Também é importante salientar que o petróleo é usado em várias estruturas produtivas, o que pode acarretar o aumento da produção industrial de bens duráveis. As taxas de juros serão elevadas, mas a escassez dos produtos pode aumentar ainda mais os preços.

Comodities como petróleo, trigo, milho e proteínas já iniciaram um movimento de forte alta e que em breve, serão repassadas aos consumidores.

Impacto dos conflitos mundiais para pequenos negócios brasileiros

Juros mais altos podem comprometer a economia dos pequenos negócios. O investimento de micro e pequenas empresas acaba encarecendo e o aumento que precisa ser repassado aos produtos, nem sempre agrada ao consumidor.

Setores como varejo, alimentos e demais produtos de consumo, já estão sendo relacionados por especialistas como de impacto negativo no Brasil. Isso porque, ao elevar custos de produção com aumento de preço de matéria-prima, demais insumos e preço do frete, os produtos precisam ter a margem elevada, o que pode gerar queda das vendas, ou, em casos mais graves, inviabilizar a produção por conta da necessidade de mais investimento.

Outro problema é que, por conta da pandemia, muitas matérias-primas já estavam em falta no mercado e havia expectativa positiva para uma normalização em 2022. No entanto, com os recentes acontecimentos, ainda há muita dúvida e receio sobre esse abastecimento.

Impacto dos conflitos mundiais para Santa Catarina

De acordo com o Observatório FIESC, Santa Catarina pode ser diretamente impactada. Para a agricultura do estado, o impacto deve ser maior.

Além de todos os fatores já apresentados até então e apesar do comércio de Santa Catarina com a Rússia e Ucrânia não representar uma grande fatia no total das exportações e importações, a guerra pode mexer com a economia do estado. É importante lembrar que alguns países que estão de alguma forma ligados ao conflito, são grandes compradores de produtos catarinenses, como Estados Unidos e países europeus.

Dados do FIESC mostram que em 2021, Santa Catarina importou mais de US$ 221,5 milhões de Ucrânia e Rússia. Os polímeros de cloreto de vinilo foram o principal produto importado da Ucrânia. O insumo é utilizado nas indústrias de transformação para a fabricação de tubos, janelas, recobrimento de cabos, entre outros materiais.

A Rússia é fornecedor de fertilizantes para Santa Catarina. Foram US$ 82,24 milhões importados em 2021. Além disso, é um destino importante para a carne catarinense e eventuais sanções comerciais afetariam diretamente a exportação.

A importação de aço e níquel também poderiam ser afetadas e haveria instabilidade na cotação do PVC.


Lembrando que as pequenas e micro empresas podem contar com o Sebrae/SC para auxiliar na gestão e planejamento! Acesse os conteúdos disponíveis ou tire suas dúvidas entrando em contato através do 0800 570 0800!

Se você é um Microempreendedor Individual, acesse a página Tudo Sobre MEI e fique por dentro de novidades, tendências e informações relevantes para o seu negócio!

Deseja deixar um comentário, ou perguntar algo para o Sebrae? Você precisa estar logado para comentar ou perguntar! Cadastre-se ou acesse sua conta!