Carrinho
Seus carrinho está vazio!
;) Escolher produtos
Empreendedorismo
Gestão
Finanças
22 jun. 2022

Empréstimo para MEI: conheça as vantagens e os riscos

Ao se tornar Microempreendedor Individual você terá acesso a uma série de benefícios inacessíveis para quem atua na informalidade. Além de eventuais descontos com fornecedores em razão do CNPJ, emissão de nota fiscal (NF) e benefícios previdenciários, por exemplo, você ainda pode obter empréstimos com condições diferenciadas para pessoa jurídica e/ou, inclusive, linhas de crédito específicas para os MEIs.

Até 30 de abril de 2022, de acordo com a Receita Federal, o país contava com quase 13,9 milhões de MEIs. Em 30 de abril de 2020, eram pouco mais de 10 milhões. Nota-se que houve, em apenas 2 anos, um grande crescimento na quantidade de MEIs. Atentas, instituições de crédito tem oferecido diferentes propostas de empréstimo exclusivas para o MEI. Da mesma forma, as diversas esferas de governo (federal, estadual e municipal) também tem atuado para criar benefícios e linhas de crédito subsidiadas.

Com tantas opções, o MEI deve compreender as vantagens e os riscos de cada opção de crédito e, ainda, decidir se realmente é necessário pegar o empréstimo, bem como identificar a hora certa de buscá-lo.

O caminho para acessar o crédito deve iniciar antes mesmo do contato com a instituição financeira/crédito. Salvo limites especiais e algumas linhas de crédito pré-aprovadas, a concessão de empréstimos não são automáticas. Cada instituição possui suas regras e processos para análise e concessão de crédito.

Inicialmente, examine a sua rotina financeira. Estando organizada, com uma gestão e controles financeiros (contas a pagar e a receber) realizados corretamente, os benefícios de um empréstimo tendem a ser mais assertivos e maiores. Entretanto, se as finanças estiverem desorganizadas, além de verificar as vantagens, você deve se atentar, principalmente, aos riscos de recorrer a um empréstimo.

Com uma gestão financeira organizada e regular, o MEI saberá se realmente precisa de um empréstimo e o valor necessário. Por falta de controle financeiro, o MEI poderá assumir dívidas sem necessidade, usando os recursos obtidos para cobrir eventual descompasso no fluxo de caixa (entradas e saídas).

Por isso, o MEI deve focar no seguinte objetivo ao buscar um empréstimo: CRESCER! O MEI deve usar o dinheiro do empréstimo para fomentar ações que gerem receita e crescimento para a empresa. Esta é a grande vantagem do empréstimo. Você deve pegar um empréstimo para comprar matéria-prima, investir em maquinário, renovar o layout da loja, reforçar o estoque ou abrir um e-commerce, por exemplo. Ações como essas são investimentos e, portanto, passíveis de uso do dinheiro emprestado, que influenciarão no aumento do faturamento do negócio. Pegar um empréstimo para pagamento de tributos, salários e/ou formação de capital de giro (que é imprescindível), não é um bom negócio, visto que, por si só, não gera receita e nem crescimento para a empresa.

Feitas todas essas análises, você ainda deve observar que o retorno do investimento que se realizará, deverá ser previamente calculado, uma vez que será usado para quitar o empréstimo. Então, pergunte-se: o resultado deste investimento será suficiente para pagar o empréstimo?

Organização é chave do empréstimo para MEI

Como falado anteriormente, possuir uma gestão financeira regular e organizada é primordial no planejamento de um empréstimo. Possuir as finanças empresariais e pessoais devidamente separadas faz parte dessa gestão.

Você não deve usar sua conta bancária pessoal para movimentar os recursos da empresa. Misturar as finanças da pessoa física com as finanças da pessoa jurídica é um erro muito comum na gestão financeira do MEI. Recomendamos que você tenha uma conta bancária para o seu MEI, visando um melhor controle financeiro.

Além de organizar, de uma vez por todas, as entradas e saídas (receitas e despesas), ter uma conta bancária pessoa jurídica será importante no relacionamento com a instituição financeira.

Ainda, possuir contas bancárias pessoal e empresarial reforça sua imagem de gestor organizado, que controla o seu negócio. Se precisar de ferramentas para uma boa administração financeira, você pode recorrer a aplicativos que poderão ajudar na gestão do seu negócio.

Em seguida, o MEI deve projetar detalhadamente o destino do dinheiro. O MEI deve fazer um plano e planejar a aplicação dos recursos. Nas projeções, deve-se destacar o valor necessário para investimento e aonde serão alocados os recursos. E mais, é importante que as seguintes perguntas sejam respondidas:

  • Qual a projeção de crescimento do seu negócio a partir deste investimento?
  • Qual o impacto que o dinheiro terá no seu negócio em termos de faturamento?

A instituição financeira apreciará essas informações e, a partir delas, poderá lhe oferecer melhores condições de empréstimo/financiamento.

LEMBRETE!

As instituições financeiras, públicas e privadas, se interessam pelo MEI. Possuem linhas de crédito específicas. Por isso, quanto mais completo estiver seu planejamento no momento do pedido, maiores as chances de você conseguir o empréstimo, além de taxas de juros mais favoráveis.

Os riscos de não ter um plano para o empréstimo

Sem um planejamento detalhado, mesmo que não seja um item obrigatório, você corre dois riscos:

  • Não conseguir o empréstimo! A pessoa ou sistema responsável pela análise de crédito poderá pensar/deduzir: Como emprestar dinheiro para quem não tem um propósito?
  • Aceitar qualquer coisa! Às vezes, no desespero, corre-se o risco de, sem analisar as condições do negócio, aceitar o que for oferecido sem responder a perguntas básicas: O prazo para pagamento é o ideal? As parcelas cabem no bolso? E os juros, são os menores oferecidos no mercado?

Além de tudo que foi exposto, quando você não possui estratégias e planos para seu negócio, você corre o risco de receber uma oferta de empréstimo, aceitar e acabar contraindo uma dívida desnecessária, despropositada e, muitas vezes, além do que o seu faturamento pode suportar.

Resista a tentação de assumir múltiplos empréstimos. Seja assertivo, estratégico e moderado para que o impacto do empréstimo seja positivo em seu negócio.

IMPORTANTE!

Em caso de dúvidas, procure um profissional habilitado para lhe auxiliar: Contador, Consultor, Agências do SEBRAE, Salas do Empreendedor e/ou demais Canais de Atendimento do SEBRAE (0800 570 0800). As consultorias do SEBRAE/SC também podem te ajudar com essas e outras dúvidas. Veja como solicitar!

Se inscreva em nossos cursos e leia nossas cartilhas para lhe auxiliar na gestão do negócio e acompanhe nosso blog para ter acesso a mais dicas sobre empreendedorismo e gestão.

 

Deseja deixar um comentário, ou perguntar algo para o Sebrae? Você precisa estar logado para comentar ou perguntar! Cadastre-se ou acesse sua conta!