Carrinho
Seus carrinho está vazio!
;) Escolher produtos
Setores
Sustentabilidade
Sistema de Inteligência Setorial
10 nov. 2017

Economia compartilhada como oportunidade de negócio

A economia compartilhada é um modelo de negócio que tem se tornado cada vez mais comum. Ela permite que as pessoas tenham o mesmo padrão de vida sem precisar adquirir mais. Esse comportamento, além de diminuir as despesas, gera impactos positivos para a economia de um local, região e país. Mas afinal, o que é a economia compartilhada? É um ecossistema socioeconômico que se baseia no compartilhamento de recursos humanos, físicos ou intelectuais. Envolve etapas como criação, produção, distribuição, comércio e consumo compartilhado de bens e serviços por diferentes pessoas e organizações com o propósito de transformação social. Diante da instabilidade econômica do Brasil nos últimos anos, a economia compartilhada vem conquistando cada vez mais as pessoas. Isso é ótimo para os empreendedores, que têm em mãos um mercado com grande quantidade de serviços e produtos a serem oferecidos, com custo relativamente menor de investimento. Conheça um pouco mais sobre o mercado de consumo colaborativo:
  • Acesso de bens e serviços: modelo em que as pessoas pagam para acessar um bem ou serviço durante algum tempo.
  • Redistribuição: modelo baseado no remanejamento de mercadorias que não estão sendo mais usadas para lugares onde existe demanda.
  • Estilo de vida colaborativo: modelo que busca a contratação de comunidades de pessoas, e tem como objetivo final compartilhar bens, serviços, espaço, tempo etc.
Práticas sustentáveis no seu negócio: Se sua empresa ainda não oferece serviços baseados na economia colaborativa, você pode utilizar os princípios, tornar-se um consumidor colaborativo e incentivar seus colaboradores e fornecedores a participarem de tal transformação. Com isso, seu negócio estará se desenvolvendo de forma sustentável e você estará ajudando no fortalecimento dos negócios colaborativos. Veja algumas ações:
  • Utilize espaços colaborativos em seus eventos, como os coworkings, como escritórios compartilhados.
  • Possibilite o home office. Assim, os atrasos em entregas podem ser reduzidos, ajudando a diminuir a quantidade de carros nas ruas e melhorando o tráfego nas cidades
  • Crie programas de carona solidária entre os seus funcionários. A carona propicia menos carros nas ruas, menos lugares dedicados para estacionamento, além de gerar integração entre os colaboradores.
Você pode conhecer muito mais sobre a economia compartilhada, é só se cadastrar no SIS e baixar, DE GRAÇA, o boletim. Aproveite a oportunidade!
Deseja deixar um comentário, ou perguntar algo para o Sebrae? Você precisa estar logado para comentar ou perguntar! Cadastre-se ou faça seu login!