Carrinho
Seus carrinho está vazio!
;) Escolher produtos
Empreendedorismo
27 abr. 2022

O que é teto de vidro e como mulheres podem romper essa barreira para ascender na tecnologia?

Teto de vidro pode não ser o que você está pensando! Esse termo traduzido do inglês "glass ceiling", é uma metáfora para representar as barreiras invisíveis que mulheres enfrentam ao tentar progredir na profissão e no empreendedorismo.

Apesar de serem reais, essas barreiras são consideradas de vidro, porque não são visíveis. Não se trata apenas de discriminação direta contra mulheres, mas sim de estruturas complexas envolvendo políticas, cultura, práticas e atitudes sutis dentro das organizações que geram mais desafios para o empreendedorismo feminino e limites para a carreira profissional.

Um conjunto de fatores pode ajudar a explicar a existência do teto de vidro. Entre eles os estereótipos de gênero, que não reconhecem nas mulheres características atribuídas a papéis de liderança, perpetuando a desconfiança em relação à competência da mulher e a ideia de que a conciliação das atividades domésticas e maternidade são incompatíveis com o investimento que altos cargos e empreendedorismo requerem.

O termo foi criado há mais de 40 anos, mas permanece atual, principalmente dentro de áreas como a tecnologia. Apesar de muitas profissionais estarem conquistando posições de destaque nesse meio, a defasagem entre homens e mulheres em cargos de liderança nesse segmento ainda é enorme. Uma pesquisa de 2021 feita pela consultoria Boston Consulting Group aponta que mulheres ocupam apenas 9% dos cargos de CEOs em empresas de tecnologia.

Quebrar essa barreira é um desafio. Mas muito trabalho tem sido feito através de discussões sobre o tema, geração de medidas para a inclusão de mulheres na área e criação de cursos de formação para lideranças femininas. Iniciativas importantes para equalizar a realidade do empreendedorismo feminino.

Fortalecer soft skills ajuda a derrubar barreiras estruturais

As soft skills são ferramentas importantes para que as mulheres alcancem cargos de liderança e empreendam na tecnologia e onde mais elas quiserem, pois essas habilidades ajudam no fortalecimento emocional para que elas possam superar barreiras na vida pessoal e profissional.

O que são as soft skills?

Uma maneira de entender esse conceito é compreender primeiramente o que ele não é. Ou seja, as chamadas hard skills são ferramentas técnicas que podem ser facilmente identificadas, pois normalmente têm a chancela de um título, uma graduação, um certificado ou uma experiência profissional. Já as soft skills são mais subjetivas, pois são habilidades de desenvolvimento socioemocional, que dificilmente estão descritas em um currículo. Basicamente, trata-se da maneira como profissionais lidam consigo mesmo, com as suas emoções e como interagem com outras pessoas no ambiente de trabalho. Algumas soft skills são: a capacidade de comunicação, a inteligência emocional, a negociação, a resiliência, confiança, motivação. Até mesmo, a felicidade pode ser considerada como uma dessas habilidades.


No Sebrae Delas Mulher de Negócios acreditamos no fortalecimento das soft skills. Por isso, criamos nosso programa baseado na metodologia “Eu, Meu e Nós”, que trata, respectivamente, de desenvolvimento pessoal, empreendedorismo/negócios e conexão/comunidade/networking. No pilar “Eu”, entendemos que uma das maneiras para as mulheres se desenvolverem pessoalmente é por meio das soft skills. Por isso trabalhamos com conteúdos, cursos e palestras que abordam temas como autoconhecimento, propósito, mindfulness, aprendizado para a vida, resiliência, gestão do tempo e comunicação não violenta. Quer saber mais? Acesse nosso portal.

Deseja deixar um comentário, ou perguntar algo para o Sebrae? Você precisa estar logado para comentar ou perguntar! Cadastre-se ou acesse sua conta!