Está quase na hora!

Faltam 05 minutos para o seu agendamento. Prepare-se!

Ir para Meu Espaço
Carrinho
Seus carrinho está vazio!
;) Escolher produtos
Setores
Apicultura
Comércio varejista
Turismo
Calçados femininos
Leite e derivados
Sustentabilidade
Confecções e acessórios
Sistema de Inteligência Setorial
Vestuário
Móveis e decoração
01 dez. 2023

5 dicas para começar uma empresa do zero

“Seu trabalho vai preencher uma parte grande da sua vida, e a única maneira de ficar realmente satisfeito é fazer o que você acredita ser um ótimo trabalho. E a única maneira de fazer um excelente trabalho é amar o que você faz”. – Steve Jobs 

Abrir um negócio próprio é o sonho de muitos brasileiros. Poder se dedicar à uma empresa que é sua, ter independência financeira e profissional, são os principais motivos que levam as pessoas a empreender. No entanto, muitos acabam desistindo na metade do caminho, por não terem conhecimento sobre os processos necessários para abertura, sobre a escolha do porte ou enquadramento tributário ideal, ou mesmo, do próprio gerenciamento de um negócio. Entre os principais motivos desta desistência, também está a escolha errada da área de atuação, sem análise do mercado, da concorrência e das preferências dos clientes sobre aquele produto ou serviço que será oferecido.

Além de se dedicar totalmente ao planejamento do futuro negócio, um empreendedor de sucesso também deve ser movido pela paixão e pela vontade de inovar. É preciso também resiliência, já que até conseguir estabilidade e sucesso, há um longo processo que exige muita vontade, trabalho duro e aprendizado.

No artigo de hoje, vamos apresentar algumas dicas que precisam ser levadas em consideração para abrir uma empresa. Mas, antes de conhecê-las, abordaremos outras informações que também são essenciais para a abertura de uma empresa. Boa leitura!

Quais as diferenças entre MEI, ME e EPP?

A seguir apresentaremos os tipos empresariais mais escolhidos por pequenos e médios empreendedores brasileiros junto dos enquadramentos tributários:

Microempreendedor Individual (MEI): ao abrir um MEI, você deverá seguir algumas regras e cumprir algumas obrigações. Por exemplo, o faturamento máximo é de R$ 81.000,00 por ano ou fração proporcional (R$ 6.750,00 por mês), você não pode ser sócio de outra empresa e você pode contratar apenas um funcionário. No entanto, é uma das formas empresariais que mais trazem benefícios, desde que pago em dia a Guia DAS-MEI (documento de arrecadação do simples nacional do MEI). Entre as vantagens estão: facilidade e simplificação do processo de registro empresarial; baixo custo mensal de tributos; contribuição previdenciária; emissão de notas fiscais; entre outras.

Clique aqui e saiba o que é preciso para abrir um MEI?

Microempresa (ME) e Empresa de Pequeno Porte (EPP): aqui deve se definir o tipo empresarial, o regime tributário e o porte empresarial (ME ou EPP). A ME pode ter receita bruta anual igual ou inferior à R$ 360.000,00. Já a EPP, entre R$ 360.000,01 e R$ 4.800.000,00. As MEs e EPPs, já na abertura, precisam escolher o regime tributário: Simples Nacional, Lucro Presumido ou Lucro Real.

No caso de MEs e EPPs, os tipos empresariais largamente encontrados Brasil por opção dos micros e pequenos empresários, são os seguintes: Empresa Individual – EI, Sociedade Limitada – LTDA e Sociedade Limitada Unipessoal – SLU.

Saiba mais sobre as diferenças entre MEI, ME e EPP clicando aqui! Aproveite e confira como abrir uma Microempresa.

Confira agora, 5 dicas para começar sua empresa do zero:

1. Conheça seu mercado

O primeiro passo para abrir uma empresa, é entender perfeitamente  como funciona o mercado em que você pretende atuar. Não basta conhecer as mesmas coisas que a sua concorrência, é preciso ir muito além! Mergulhe fundo no seu segmento para se tornar um especialista.

A análise de mercado permite que você avalie as chances de sucesso do negócio a partir de informações relacionadas ao mercado de atuação, como tendências, perfis de clientes, condições dos fornecedores, concorrência entre outros.

Dica: busque por palavras-chave relacionadas ao seu mercado na internet e conheça quais outras empresas/marcas estão apostando na mesma ideia que você.

Isso vai te ajudar também a certificar se sua ideia de negócio é viável e necessária no mercado. É imprescindível que você conheça seu público-alvo e que faça estudos se a localização inicial do seu negócio será rentável. Você precisa descobrir se haverá mercado para os seus produtos na área que você pretende abranger, afinal, sem cliente uma empresa não consegue ter sucesso.

Para lhe auxiliar nesta etapa, preparamos dois cursos rápidos: “Conheça seu mercado” e “Pesquisa de Mercado”.

2. Defina um objetivo alcançável

Definir metas é uma forma de motivação para alcançar os sonhos e garantir o crescimento da empresa. Elas definem o que se deseja conquistar e fornecem uma direção clara para realizá-las. Para tanto, é necessário que sejam traçados objetivos atingíveis, seja na questão financeira, prospecção de clientes, aumento da gama de produtos, ou em qualquer outro setor.

Lembre-se: não foque em coisas grandiosas, vá aos poucos, comece pequeno. Inicie com metas justas e vá aumentando conforme sua empresa evolui.

3. Invista na presença online

Em um mundo cada vez mais conectado, ter presença digital é praticamente obrigatório para oferecer visibilidade ao seu negócio. Foque em produzir páginas relevantes, sejam elas nas redes sociais, em aplicativos ou sites. Invista na produção de conteúdo de qualidade, com a descrição correta sobre a empresa, sobre os produtos, e compartilhe  materiais e informações relevantes e de interesse do cliente.

Confira as melhores práticas de marketing e vendas para micro e pequenas empresas!

4. Se dedique na prospecção de clientes

Tornar sua empresa conhecida é um sonho? Convide os seguidores da sua página nas redes sociais a se cadastrarem em seu site para receberem as novidades de sua empresa. Essas pessoas podem se tornar clientes.

Além disso, crie um planejamento para prospecção de clientes, com visitas a possíveis clientes em potencial e metas de quantos deles você deseja atingir a cada etapa de crescimento da sua empresa.

5. Não se esqueça do planejamento financeiro

Abrir uma empresa vai muito além da ideia de criar um bom negócio, ou de alugar um espaço, cuidar da parte burocrática. É muito importante que se tenha como prioridade, a criação de um planejamento financeiro.

Aproveite as informações que você juntar sobre o mercado, para saber precificar seus produtos ou serviços, sabendo calcular todas as suas despesas para a execução de cada um deles. Caso tenha dificuldades nesta etapa, baixe o material exclusivo que preparamos sobre precificação!

Lembre-se que uma empresa que não possui planejamento financeiro corre sérios riscos de falir já no início. Clique aqui e acesse nossa trilha que vai proporcionar maior organização e controle para as finanças da sua empresa.

Comece sua empresa agora!

Aprimorar-se leva tempo! Muitas pessoas perdem tempo idealizando ou imaginando o cenário ideal antes de colocar a mão na massa de verdade. Que tal começar do início? Crie seu logotipo, site e, quem sabe, até a primeira versão do seu produto ou serviço.

Conheça o seu mercado sem segredos! Conte conosco para entender melhor o seu segmento de atuação.

Aproveite para conferir todas as nossas soluções e conteúdos em nosso portal. Caso necessite de atendimento com um especialista, basta solicitar através do nosso site, WhatsApp ou telefone 0800 570 0800.

Feedback do aluno

5,0

  • 100%
  • 0%
  • 0%
  • 0%
  • 0%
JS
JOAO CARLOS DA SILVA SOUZA
Há 1 mês atrás

Aulas muito importante sem sabedoria não tem como se planejar

Deseja deixar um comentário, ou perguntar algo para o Sebrae? Você precisa estar logado para comentar ou perguntar! Cadastre-se ou acesse sua conta!