Está quase na hora!

Faltam 05 minutos para o seu agendamento. Prepare-se!

Ir para Meu Espaço
Carrinho
Seus carrinho está vazio!
;) Escolher produtos
Empreendedorismo
26 jan. 2024

Soft skills: a importância de aspectos socioemocionais para o empreendedorismo feminino

Todas nós temos habilidades diferentes. Elas resumem o que melhor sabemos fazer. Isso se aplica à execução de tarefas e ações, planejamento e resolução dos problemas e adoção de posturas e comportamentos. Enquanto o conhecimento é a transformação das informações recebidas ao longo da vida acadêmica, profissional e pessoal, a habilidade é a aplicação do conhecimento para produzir resultados e resolver situações e conflitos. Mas o que diferencia habilidade de competência?

As habilidades compõem o escopo de qualidades para que alguém realize alguma atividade ou trabalho específico. Ou seja, mostram quais características podem ajudar no desenvolvimento de suas funções. Já as competências são um conjunto de habilidades e conhecimentos que podem ser desenvolvidos ou aprimorados por meio de treinamentos e experiências para que o trabalho seja desenvolvido com sucesso.

Tipos de competências

As competências, que no universo corporativo e do empreendedorismo são chamadas de skills, se dividem em dois tipos: soft e hard. As soft skills são competências comportamentais, também chamadas de socioemocionais. Ou seja, mais subjetivas e que não são mensuradas por certificações, mas por atitudes, posturas e vivências.
Já as hard skills são as competências técnicas, relacionadas à área de atuação, e que são fundamentais para a realização das atividades. Essas habilidades são treinadas com mais facilidade, mas nem por isso deixam de ser importantes.

A importância das soft skills para o empreendedorismo feminino

A liderança feminina é um termo que designa o papel da mulher em posições de comando como empreendedoras e à frente de entidades públicas e em funções governamentais. Mulheres respondem por 27% do total de cargos de liderança em todo o mundo, segundo dados do relatório Global Gender Gap Report 2021, do Fórum Econômico Mundial.

Os estudos mostram ainda que a presença das mulheres em posições de tomada de decisões, sejam como CEOs ou Conselheiras, tornou-se fundamental para a construção de empresas mais sólidas e saudáveis, uma vez que lideranças femininas reconhecem e aplicam conceitos voltados à diversidade, inclusão e sustentabilidade, contribuindo assim com a inovação, a motivação e a retenção de talentos.

E independentemente do porte da empresa, as soft skills são essenciais na elaboração e na manutenção de negócios tocados por mulheres, estejam eles em fase de estruturação e planejamento ou ativos. De maneira geral, empreendedoras podem observar algumas competências que são necessárias para dar o pontapé em um novo negócio.

Soft skills importantes para o empreendedorismo feminino

Empreendedoras com bom nível de soft skills, por exemplo, conseguem inspirar os profissionais à sua volta, resolver problemas da melhor maneira, tomar decisões mais assertivas e ter resiliência e proatividade diante das adversidades. Veja as soft skills essenciais para quem deseja começar ou decolar um negócio.

1. Inteligência emocional

A capacidade de reconhecer, compreender e gerenciar as próprias emoções e as das pessoas ao redor tem conexão direta com a autogestão emocional, empatia e elaborações sociais importantes, como a comunicação. No empreendedorismo feminino, é fundamental na tomada de decisões importantes e na construção de relacionamentos saudáveis e produtivos.

2. Gestão do tempo

Um dos maiores desafios das empreendedoras é a busca pelo equilíbrio entre vida pessoal e profissional, sendo a boa gestão do tempo um fator determinante para a administração de seus objetivos. A gestão de tempo eficaz ajuda a equilibrar os desafios da vida profissional e pessoal. Além do fator de otimização, é essencial se policiar e evitar o acúmulo de tarefas sem sentido na agenda. 

3. Resolução de problemas

Na trajetória do empreendedorismo, reconhecer os problemas, se adaptar e estar disposta a mudar caso seja necessário, não focar na busca por culpados, e sim na resolução, ter humildade para reconhecer o erro, aprender sempre e preservar a reputação da marca são pontos fundamentais para gerir crises. 

4. Criatividade

As mulheres se diferenciam dos homens em vários aspectos. E quando o assunto é criatividade, não é diferente. Mulheres empreendedoras costumam dar ainda mais importância para a inovação e criação de novas oportunidades, seja junto à equipe ou aos clientes.

5. Aprendizagem continuada (lifelong learning)

Pesquisas mostram que mulheres estudam mais, e portanto, angariam mais conhecimento ao longo da vida. O conceito de lifelong learning, termo em inglês que significa exatamente este conjunto de aprendizados, preconiza a educação contínua, sustentando a ideia de que os estudos devem ser permanentes, não apenas durante um curto período da vida. Essa concepção é fundamental para empreendedoras que buscam inovar.

6. Capacidade de negociação

Mulheres fazem uso de certos traços das características femininas como, por exemplo, a intuição e a capacidade de ler melhor a linguagem não verbal dos interlocutores. Exercitar essa capacidade é ainda mais relevante no universo do empreendedorismo pois contribui para bons negócios e tacadas assertivas. 

7. Branding pessoal

No empreendedorismo feminino, a maioria das mulheres empreendedoras é pessoa jurídica do tipo MEI, segundo pesquisa realizada pelo Sebrae Delas Mulher de Negócios, em 2021, com empresárias catarinenses. Esses números são significativos porque demonstram o quanto, no universo do empreendedorismo feminino, a imagem de uma marca ou empresa está atrelada à empreendedora por trás dela. São cabeleireiras, terapeutas, designers, cozinheiras, empreendedoras que muitas vezes são o cartão de visitas de sua própria marca.

8. Resiliência

A persistência é uma característica comportamental que determina a capacidade de reagir positivamente e superar adversidades que fatalmente acontecem. É sabido que a vida da empreendedora não é fácil, uma vez que é necessário lidar com frustrações ocasionadas por dificuldades financeiras, estratégias malsucedidas e imprevistos aos quais todas estão suscetíveis. Lidar de maneira eficiente com esses imbróglios pode tornar o caminho menos difícil.

9. Flexibilidade

A flexibilidade cognitiva pode ser um dos quesitos mais importantes na hora de empreender e liderar. Essa habilidade permite que as pessoas vejam os problemas sob diferentes perspectivas, com base em variados conceitos e, assim, adaptem o seu comportamento para chegar aos objetivos mesmo em um ambiente em transformação. 

10. Comunicação

Mulheres, de maneira geral, têm na comunicação um importante trunfo. E essa habilidade influencia o funcionamento da empresa de ponta a ponta, passando por produtos, comercialização, marketing e, principalmente, branding. A expertise da escuta ativa e da expressão assertiva de sentimentos e necessidades também é um fator importante na conexão com clientes e com o time de colaboradores.

11. Empatia

As mulheres empreendedoras exercitam mais a empatia mesmo quando a situação exige uma postura mais firme. Elas têm mais facilidade de compreender emocionalmente as necessidades e motivações de outras pessoas. Característica muito importante na liderança, gestão de equipe e negociação.

12. Saber delegar

Delegar poderes, responsabilidades e projetos com eficiência requer conhecer em profundidade as demandas do negócio e os atributos de cada colaborador, a fim de saber quem pode assumir cada tarefa. Habilidades como escuta ativa, empatia e autoconfiança pavimentam essa skill. Para mulheres, desenvolver essa característica é um desafio, pois elas tendem a acumular tarefas, mas uma vez superado, traz bons resultados pessoais e profissionais.

13. Autoconfiança

Empreendedoras de sucesso têm autoconfiança. Essa característica impacta diretamente na qualidade dos projetos e iniciativas de uma empreendedora. Em situações de conflito ou pressão, como lançamento de novos produtos e serviços, caso essa skill não esteja à mostra, há riscos no que diz respeito ao posicionamento no mercado.

14. Motivação

Enquanto o empreendedorismo diz respeito ao ambiente externo, a motivação diz respeito sobre si própria e o ambiente interno do negócio. Dentro da dinâmica organizacional, é importante que empreendedora e colaboradores estejam motivados e em busca de um objetivo comum.  

15. Inovação

A inovação é um dos principais elementos de competitividade e do fortalecimento de uma empresa ou marca. É por meio dela que os negócios se reinventam e se mantêm assertivos e flexíveis no mercado, de acordo com o que ditam as tendências e os padrões de consumo de produtos e serviços.

O Sebrae Delas fomenta o desenvolvimento das soft skills

Para o Sebrae Delas Mulher de Negócios, as soft skills proporcionam uma virada de chave para as empreendedoras. O desenvolvimento pessoal, por meio do fortalecimento das competências socioemocionais, é um dos pilares do programa. Além de estarem presentes em workshops, conteúdo e cursos, as soft skills são o carro chefe dos eventos do circuito de palestras do programa, o Encontro entre Elas.

Quer saber mais e ficar por dentro das novidades? Acesse nosso portal e assine nossa newsletter.

Feedback do aluno

5,0

  • 100%
  • 0%
  • 0%
  • 0%
  • 0%
MS
MAURI CAETANO DE SOUZA
Há 29 dias atrás

Perfeito.

Sebrae SC Há 28 dias atrás

Olá, Mauri!

Muito bom ver você por aqui. Significa que andou aproveitando mais dos nossos conteúdos. 
Estamos sempre trabalhando para oferecer o melhor para nossos clientes.

Volte sempre!
Equipe Sebrae SC.

Deseja deixar um comentário, ou perguntar algo para o Sebrae? Você precisa estar logado para comentar ou perguntar! Cadastre-se ou acesse sua conta!