Carrinho
Seus carrinho está vazio!
;) Escolher produtos
Agronegócio
    Relatório de Inteligência
  • Agronegócio
  • 11 de mai. 11

Estudo de mercado para comercialização de mel fracionado

A comercialização de mel fracionado exige conhecimento mínimo do que realmente o consumidor deseja adquirir

A comercialização de mel fracionado exige conhecimento mínimo do que realmente o consumidor deseja adquirir. Algumas vezes, é possível observar entrepostos comercializando mel fracionado sem o real conhecimento do que o mercado consumidor deseja, desde o tamanho da embalagem, a cor do produto, assim como a consistência do mesmo. Dentro de regras básicas de estudo de mercado, observando, ouvindo e tomando referenciais de quem consome mel, é possível determinar estratégias de apresentação do produto em alinhamento com a necessidade do comprador.

Por não ser um produto básico de consumo no mercado interno, e por apresentar preços ainda acima de produtos concorrentes, como geléias e doces em geral, o mel deve ser apresentado de uma forma diferenciada, para que o consumidor possa adquiri-lo como forma de consumo diário e como alimento, já que uma parcela da população consumidora de mel encara o produto com finalidade terapêutica, consumindo-o apenas sazonalmente e em pequenas quantidades.

Dentro dessa premissa, mostraremos a seguir um estudo realizado no maior mercado consumidor de mel do Brasil, a cidade de São Paulo, onde foram realizadas entrevistas com consumidores para definir o que o consumidor pensa a respeito do produto apresentado atualmente no mercado. A partir dessas informações, será possível traçar estratégias de apresentação e comercialização.

Você precisa acessar sua conta para aproveitar as soluções do Sebrae! Cadastre-se ou acesse sua conta!


Gostou? Acesse agora o conteúdo completo!

Acessar Relatório de Inteligência!

Outros produtos relevantes

+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
Deseja deixar um comentário, ou perguntar algo para o Sebrae? Você precisa estar logado para comentar ou perguntar! Cadastre-se ou acesse sua conta!