Carrinho
Seus carrinho está vazio!
;) Escolher produtos
Comércio
    Relatório de Inteligência
  • Comércio
  • 19 de dez. 12

Setor moveleiro mantém ritmo de crescimento

As indústrias de móveis destacaram-se e devem fechar o ano com um crescimento de 4% em vendas e 8% no faturamento

As estimativas de crescimento do setor moveleiro, em 2012, são otimistas e podem chegar a 4% em vendas em todo o Brasil. Santa Catarina segue a tendência nacional e deve registrar 3% de aumento se comparado ao ano passado. A perspectiva é boa se considerado que o setor manteve o ritmo de ascensão da última década.

Apensar de não muito alto, esses índices ficam muito acima do previsto para o Produto Interno Bruto (PIB), que possui taxa estimada de crescimento de 1%. Esse relatório destaca que, as medidas de incentivo ao consumo adotadas pelo Governo Federal, como redução de IPI, desoneração da folha, entre outros pontos, foram determinantes para o resultado satisfatório da cadeia moveleira.

O mercado interno é a nova aposta do setor e é nele que estão concentradas as boas notícias de crescimento. Isso porque nas exportações o setor moveleiro teve queda. O relatório destaca que num balanço de janeiro a outubro de 2012 houve uma retração de 6,2% no volume de vendas de móveis brasileiros no exterior. Somente em Santa Catarina, as vendas baixaram de US$ 167,4 milhões para US$ 156,9 milhões, comparando 2011 e 2012.

Para 2013, as expectativas são mais animadoras. Isso porque o setor já está pleiteando junto ao governo, a manutenção do IPI a 0%, além de ações para ampliar a expansão das exportações para novos países e fortalecer ações para o mercado interno, com lojas especializadas de multimarcas, e apostando no aumento do poder aquisitivo da classe média brasileira.

Confira o relatório na íntegra!

Você precisa acessar sua conta para aproveitar as soluções do Sebrae! Cadastre-se ou acesse sua conta!


Gostou? Acesse agora o conteúdo completo!

Acessar Relatório de Inteligência!

Outros produtos relevantes

+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
Deseja deixar um comentário, ou perguntar algo para o Sebrae? Você precisa estar logado para comentar ou perguntar! Cadastre-se ou acesse sua conta!