Carrinho
Seus carrinho está vazio!
;) Escolher produtos
Comércio
    Alerta
  • Comércio
  • 30 de dez. 19

Comércio e indústria estimam prejuízo com feriados em 2020, mas Turismo prevê alta nos lucros

Saiba quais os reflexos dos feriados em 2020 para o comércio varejista, indústria e o setor de turismo no Brasil.

A previsão do Banco Central para o crescimento da economia brasileira é de 2,5% em 2020. No entanto, o número alto de feriados e feriados prolongados pode impactar neste crescimento, sendo que a expansão da economia seria maior com menos folgas. O próximo ano terá 251 dias úteis, dois a menos que 2019, e o número de feriados em dias da semana será maior: serão 11 contra oito. A quantidade de feriados não afeta setores como o siderúrgico e o de óleo e gás, mas afeta o de automóveis e o de eletrodomésticos. Além disso, o comércio das lojas, a cada dia parado, perde em média R$ 405 milhões, segundo o Centro de Estudos do Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro (CDL-Rio).

No entanto, segundo o Ministério do Turismo, no ano passado, feriados prolongados resultaram em 13,9 milhões de viagens domésticas, injeção de R$ 28,84 bilhões na economia, aumentando assim, o faturamento do setor.

Diante deste cenário é importante que o empreendedor - tanto do comércio, quanto do turismo - fique atento aos impactos dos feriados na economia. De olho nessa movimentação, o SIS preparou este Alerta de mercado. Confira:

Quais os setores mais afetados pelos feriados.

Qual a previsão de crescimento dos setores econômicos para 2020.

Como e por que o setor de turismo é favorecido com os feriados.


Fonte: Revista Exame, 30 de dezembro de 2019.

Você precisa acessar sua conta para aproveitar as soluções do Sebrae! Cadastre-se ou acesse uma conta!


Gostou? Acesse agora o conteúdo completo!

Acessar Alerta!

Outros produtos relevantes

+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
Deseja deixar um comentário, ou perguntar algo para o Sebrae? Você precisa estar logado para comentar ou perguntar! Cadastre-se ou acesse uma conta!