Carrinho
Seus carrinho está vazio!
;) Escolher produtos
Comércio
    Boletim de Tendências
  • Comércio
  • 13 de dez. 18

Acordos setoriais transformam resíduos em negócio

Conheça algumas Iniciativas que são impulsionadas pela aplicação da Política Nacional de Resíduos Sólidos.

De acordo com o Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil, produzido pela Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), o Brasil gerou 78,4 milhões de toneladas de resíduos em 2017, dos quais 91,2% foram coletados, 59,1% seguiram para aterros sanitários e 40,9% foram para locais inadequados, como aterros controlados ou lixões. Em 2010, entrou em vigor a Lei nº 12.305, denominada Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), que estabeleceu normas nacionais seguindo como ordem de prioridade a não geração, redução, reutilização, reciclagem, tratamento de resíduos sólidos e disposição ambientalmente adequada dos rejeitos. Entre os destaques da lei está a responsabilização de toda a cadeia de produção e consumo pelo destino dos resíduos, o que inclui a implementação de mecanismos de logística reversa.

A PNRS estabeleceu normas que exigem adaptação das empresas, mas também abriu espaço para um verdadeiro mercado, em que os resíduos gerados em diferentes setores ganham valor agregado e potencial para negócios, podendo se tornar uma nova fonte de receita.

Confira o que você vai encontrar neste boletim:

reciclagem Dados sobre a realidade brasileira

reciclagem Política Nacional de Resíduos Sólidos

reciclagem Impacto para as empresas

reciclagem Aplicação da logística reversa

reciclagem Acordos setoriais posteriores à PNRS

reciclagem Iniciativas que apostam na valorização de resíduos

reciclagem Ações recomendadas

Faça o download gratuito do boletim e confira essas e outras informações na íntegra.

Você precisa acessar sua conta para aproveitar as soluções do Sebrae! Cadastre-se ou acesse sua conta!


Gostou? Acesse agora o conteúdo completo!

Acessar Boletim de Tendências!

Outros produtos relevantes

+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
Deseja deixar um comentário, ou perguntar algo para o Sebrae? Você precisa estar logado para comentar ou perguntar! Cadastre-se ou acesse sua conta!