Carrinho
Seus carrinho está vazio!
;) Escolher produtos
Comércio
    Boletim de Tendências
  • Comércio
  • 19 de set. 12

Alternativas para suprir a carência de mão de obra na indústria calçadista

A retenção e a qualificação de talentos pode ser uma alternativa importante para que a indústria supere o problema

A escassez de mão de obra é um problema importante e decisivo para o setor de calçados. Mesmo antigo, o problema ainda não foi resolvido e muitas empresas estão deixando de crescer ou de expandir seus negócios por falta de profissionais.

Esse relatório analisa a situação da falta de mão de obra e traz alternativas para que os empresários possam suprir esse problema. Um dos pontos levantados é de que é preciso equacionar as percepções empresariais e encontrar alternativas que tornem as atividades dos trabalhadores mais atrativas do ponto de vista financeiro e do ponto de vista de realização profissional, principalmente, quando se fala de atração de jovens para os postos de trabalho.

Uma alternativa para a indústria é investir na retenção e qualificação dos talentos que já existem na empresa. Empresas chinesas, por exemplo, estão apostando em pesquisa de satisfação interna com os colaboradores para identificar descontentamento e sugestões de melhoria. Além disso, estão investindo em pesquisa de clima organizacional e em propor ações que auxiliem na qualidade de vida dos empregados, tentando conciliar custo e produtividade.

As empresas calçadistas brasileiras podem se espelhar no modelo chinês e devem instrumentar e profissionalizar as suas áreas de recursos humanos. Desta forma, será possível propor ações nas fases de captação, qualificação, adaptação e retenção de talentos para manter os colaboradores nas empresas a suprir parte da falta de mão de obra existente.

Confira o relatório na íntegra!

Você precisa acessar sua conta para aproveitar as soluções do Sebrae! Cadastre-se ou acesse uma conta!

Outros produtos relevantes

+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
Deseja deixar um comentário, ou perguntar algo para o Sebrae? Você precisa estar logado para comentar ou perguntar! Cadastre-se ou acesse uma conta!