Carrinho
Seus carrinho está vazio!
;) Escolher produtos
Agronegócio
    Relatório de Inteligência
  • Agronegócio
  • 25 de out. 12

Mastite

Em Santa Catarina, a mastite é o principal problema sanitário e traz grandes prejuízos aos criadores

Conhecer bem as causadas da mastite é o principal foco desse relatório que considera a doença nas vacas leiteiras como um problema grave e contínuo nos rebanhos. Para garantir sempre a qualidade do leite, é muito importante determinar medidas de controle, principalmente, de higiene do ordenhador.

Além disso, os empreendedores podem adotar um conjunto de ações para prevenir ou mesmo controlar a doença, que traz prejuízos na produção leiteira. O correto manejo de ordenha e a seleção de animais resistentes são exemplos de ações que também podem ser adotadas a fim de diminuir o número de vacas com mastite.

De acordo com o relatório, a principal forma de monitorar o índice de mastite é pela Contagem das Células Somáticas (CCS). Durante a análise, se o resultado não ultrapassar 200 mil de células por mililitro de leite, indica que a mastite está bem controlada.

Além disso, manter um correto manejo nutricional, com o devido balanceamento da dieta individual conforme a produção de cada vaca, também contribui para o aumento da resistência imunológica dos animais contra infecções. Sem contar que vitaminas como A e E, selênio, cobre e zinco podem ajudar na prevenção e no controle da mastite.

Confira o relatório na íntegra!

Você precisa acessar sua conta para aproveitar as soluções do Sebrae! Cadastre-se ou acesse uma conta!

Outros produtos relevantes

+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
Deseja deixar um comentário, ou perguntar algo para o Sebrae? Você precisa estar logado para comentar ou perguntar! Cadastre-se ou acesse uma conta!