Carrinho
Seus carrinho está vazio!
;) Escolher produtos
Agronegócio
    Relatório de Inteligência
  • Agronegócio
  • 25 de fev. 13

Países importadores de mel do Brasil

Uma das visões que é possível se ter no destino das exportações brasileiras, é que há uma vasta rede de países, com forte potencial de se tornarem clientes brasileiros.

Nos últimos 12 anos, o Brasil se tornou um país exportador de mel. Esse relatório faz uma análise sobre esses 12 anos e quais foram os impactos do mel brasileiro no mundo, quais os principais países compradores e os valores pagos pelo mercado internacional.

Nesse período, o Brasil exportou 199.666.306 kg de mel e o produto foi absorvido principalmente pelos Estados Unidos e por países europeus, sobretudo, a Alemanha. Apenas os 25 países maiores compradores importaram 199.423.861 kg, correspondendo a quase totalidade das exportações no período.

A melhor estruturação para beneficiamento do mel, em diferentes estados do Brasil, com ampliação da capacidade produtiva, faz com que o país se destaque como parque industrial para a exportação.

O relatório observa, que dentro do período em que foi avaliado o caso brasileiro como exportador potencial de mel, que há uma cultura de exportação com a organização de toda a cadeia produtiva, inclusive dos órgãos oficiais, que possuem o papel de participar da oficialização dos estabelecimentos industriais exportadores.

Além disso, o documento ressalta que é importante, além de manter os principais clientes, diversificar o máximo possível a venda do mel para países com preços que se tornem atrativos e acima dos preços internacionais.

Confira o relatório na íntegra!

Você precisa acessar sua conta para aproveitar as soluções do Sebrae! Cadastre-se ou acesse sua conta!


Gostou? Acesse agora o conteúdo completo!

Acessar Relatório de Inteligência!

Outros produtos relevantes

+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
+ Saiba mais
Gratuito
Deseja deixar um comentário, ou perguntar algo para o Sebrae? Você precisa estar logado para comentar ou perguntar! Cadastre-se ou acesse sua conta!